James ‘Whitey’ Bulger não aceitou conversar com Johnny Depp para ‘Aliança do Crime’

James ‘Whitey’ Bulger não aceitou conversar com Johnny Depp para ‘Aliança do Crime’

COMPARTILHE!

Cumprindo pena referente a duas prisões perpétuas pela série de crimes que cometeu em Boston, James ‘Whitey’ Bulger não aceitou conversar com Johnny Depp para que ele pudesse interpretá-lo da forma mais humana possível (humano, claro, no sentido dramático da atuação) em ‘Aliança do Crime‘.

A novidade foi revelada pelo próprio Depp em entrevista à revista People. Com isso Johnny precisou se especificar em fotos e muitos vídeos da época, sobretudo, para adquirir os trejeitos, inclusive, a forma de caminhar, de se posicionar com as mãos e o olhar.

Em outro momento da publicação, a revista procurou saber o que James sabe ao certo respeito de sua “cinebiografia“. Para isso, o advogado do lendário gângster disse que Bulger está totalmente ciente da produção, mas que não está nem um pouco interessado em conferi-la.




Na região sul de Boston nos anos 1970, o agente do FBI John Connolly (Joel Edgerton) convence o Mafioso irlandês James “Whitey” Bulger (Depp) a colaborar com o FBI e eliminar um inimigo comum: a máfia italiana. O drama conta a história verdadeira desta aliança inusitada, que saiu do controle, permitindo que Whitey descumprisse leis impunemente, consolidasse seu poder e se tornasse um dos gângsteres mais cruéis e poderosos da história de Boston.

Scott Cooper (Coração Louco) dirige.

O drama é baseado no livro homônimo de não ficção, escrito pelos jornalistas Dick Lehr e Gerland O’Neil.

Benedict Cumberbatch, Dakota Johnson, Juno Temple, Corey Stoll, Peter Sarsgaard e Kevin Bacon completam o elenco.




Aliança do Crime’ estreia em 12 de novembro no Brasil.

aliancadocrime_1

 

Curta nossa ENTREVISTA com a Nina Dobrev:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «