Não tem jeito, os filmes de super-heróis são ópio dos novos tempos. Em todo lugar só se fala neles. Cinemas querem exibi-los, os cineastas querem comandá-los, atores querem vestir seus uniformes, e produtores querem fazê-los aos montes. Afinal, quem não quer uma fatia deste sucesso e, é claro, dos gordos lucros financeiros?

Grandes nomes do cinema como Robert Redford, Cate Blanchett, Natalie Portman, Jeff Bridges, Joaquin Phoenix, Robert De Niro, Amy Adams, Michael Douglas, Morgan Freeman, Michael Caine, entre outros, já aderiram ao subgênero. Mas isto não é novidade, e desde os primórdios dos super-heróis nos cinemas nomes como Marlon Brando, Gene Hackman, Faye Dunaway, Jack Nicholson, Warren Beatty e Al Pacino estiveram associados a produções nestes moldes. No entanto, um seleto grupo de astros ainda resiste fora de tais projetos. E aqui, iremos falar justamente deles – os grandes nomes que nunca participaram dos filmes de super-heróis.

Ps. Para esta lista iremos abordar primeiro os atores, e faremos em breve uma lista só com as estrelas. Vamos conhecer.



Tom Cruise

Tudo bem que o agente Ethan Hunt é praticamente um super-herói por si só, mas Missão: Impossível é baseado numa série de TV antiga e não em quadrinhos. É muito curioso pensar que um dos atores mais associados a grandes produções de entretenimento, e que mantém este título há quase quatro décadas, nunca se envolvem em uma obra destas. Vale lembrar que Cruise chegou perto de ser Tony Stark, o Homem de Ferro, antes do envolvimento de Robert Downey Jr. – já pensou? Será que o astro algum dia irá dizer sim para a Marvel ou DC?

Denzel Washington

Um verdadeiro monstro sagrado, Washington chegou naquele estágio de se tornar uma verdadeira lenda do cinema. Com uma carreira que já dura 43 anos, 58 créditos como ator, 3 filmes realizados como diretor e 2 Oscar decorando sua casa, Denzel é um ator para lá de realizado, sem nada que falte em seu currículo. Bem, quase nada. Já que seria muito legal vê-lo se divertindo para valer em um filme de super-heróis. Assassino Virtual (1995), Dejá Vù (2006) e O Livro de Eli (2010) flertaram com o gênero, mas são ideias originais. Já Dose Dupla (2013) é baseado numa graphic novel, porém, uma policial e não de heróis. Muitos fazem campanha para que ele seja o novo Magneto, agora que os direitos dos X-Men reverteram para a Marvel. Já imaginou?

Aproveite para assistir:



Leonardo DiCaprio

DiCaprio é sem dúvida um dos maiores astros de sua geração. O ator possui 6 indicações ao Oscar, uma vitória e é considerado o ator favorito de muitos atualmente. DiCaprio já fez de tudo um pouco, trabalhou com grandes diretores como Martin Scorsese, Quentin Tarantino, Alejandro Inarritu e Christopher Nolan, mas nunca participou de um filme de super-heróis. Para quem não sabe, o ator foi cogitado para o papel de Peter Parker/Homem-Aranha, num filme que seria dirigido por James Cameron, ainda na década de 1990. Saudades do que não tivemos.

Daniel Day-Lewis



Por falar em grandes atores de sua geração, que tal um que é considerado assim para várias gerações? O britânico Day-Lewis tem grande chance de ser considerado um dos melhores atores não apenas vivos, como de todos os tempos. Tudo porque o sujeito tem nada menos do que 3 Oscar – todos como ator principal. Feito raríssimo. Como é um ator recluso e de hábitos peculiares, que vira e mexe anuncia a aposentadoria precoce (como fez de novo recentemente), talvez conseguir atraí-lo para o gênero seja uma missão impossível. De qualquer forma, a esperança são produções como Coringa, cujo alto nível artístico e seu conteúdo muito reflexivo conseguiu atrair um talento como o de Joaquin Phoenix, totalmente avesso a este tipo de produto, e lhe garantiu um prêmio no Oscar. Quem sabe.

Brad Pitt

O astro Brad Pitt já tinha sido indicado ao Oscar outras três vezes antes de finalmente vencer este ano por Era uma Vez em Hollywood. E você sabia que ele foi cogitado para viver o Deus do Trovão, Thor, nas telonas? Peraí, eu sei que muitos irão dizer que Pitt já participou sim, afinal ele esteve em Deadpool 2, numa ponta estilo piscou perdeu. Mas vocês não acham que iríamos considerar este momento pífio, acham? Por outro lado, ele esteve em Guerra Mundial Z (2013), que é baseado em uma graphic novel, mas não de heróis, e dublou Megamente (2010), uma ideia original disfarçada de animação de heróis. A dúvida é, qual superprodução do gênero irá cativar o interesse do astro?

Tom Hanks

O astro mais bom-moço de sua geração, Tom Hanks já foi ao espaço, para a Segunda Guerra Mundial, e inclusive ficou perdido numa ilha por anos, conseguindo sobreviver e dela escapar. Sem dúvidas, feitos de um super-herói. Como se não bastasse, ele possui o recorde (igualado somente pelo icônico Spencer Tracy) de ter vencido o Oscar na categoria de melhor ator principal dois anos consecutivos. Sim, sabemos que Estrada para Perdição é uma graphic novel, porém, adulta e fala sobre máfia e não super-heróis. Qual personagem você acha que cairia bem para o ator dentro do gênero?



Johnny Depp

Nos últimos anos, a vida pessoal do astro Johnny Depp têm atrapalhado sua carreira. Tudo devido ao problemático casamento com a jovem atriz Amber Heard. Acusações de ambos os lados levou o caso aos tribunais. Aos poucos, Depp sai do papel de algoz para se tornar a vítima. No cinema, porém, enquanto a ex-sra. Depp vive Mera nos filmes da DC, o próprio astro nunca participou de um destes longas. O Capitão Jack, de Piratas do Caribe, e o índio Tonto, de O Cavaleiro Solitário, fazem bem o estilo, mas o primeiro é baseado num parque temático da Disney, enquanto o segundo surgiu no rádio ainda na década de 1930 e depois migrou para a TV. Já o filme Do Inferno (2001) tem como fonte uma Graphic Novel de Alan Moore pertencente aos gêneros terror/suspense. Durante muito tempo, diversos rumores lançavam Depp como escolha perfeita para o vilão Charada num filme do Batman.

Sean Penn

Conhecido como bad boy nos anos 1980, dono de um casamento pra lá de conturbado com Madonna (só para pegar o gancho de cima), e hoje ativista, prestigiado com 5 indicações ao Oscar (todas como ator principal) e 2 vitórias (em cinco anos), Sean Penn é considerado um ator do método. Seu status é comparável aos de Daniel Day-Lewis e Denzel Washington atualmente na indústria, por exemplo, ou seja, um ator sério, que raramente se envolve em projetos escapistas. Dentro deste âmbito podemos citar Caça aos Gângsteres (2013), O Franco-Atirador (2015) e a animação Angry Birds (2014). Os super-heróis, por enquanto, estão a ver navios com o ator. Qual seria o projeto ideal no gênero para ele estrelar?

Ryan Gosling


Ator mais jovem da lista, Ryan Gosling conquistou respeito em sua não muito longa carreira, devido a obras mais artísticas e autorais como Half Nelson (2006), Namorados para Sempre (2010) e Drive (2011). Até quando escolhe projetos mais voltados ao grande público e ao entretenimento, suas escolhas são envoltas em certa classe e qualidade, resultando em prestígio de prêmios, vide La La Land (2016) e Blade Runner 2049 (2017). Justamente por isso, Gosling coleciona 2 indicações ao Oscar, esperando só a vitória em breve. Ao contrário de seu xará canadense Ryan Reynolds (que já participou de Blade Trinity, X-Men Origens: Wolverine, Lanterna Verde e os filmes do Deapool), o ator não tem sequer um crédito no gênero. Bem, quem sabe assim como seu Oscar, este dia possa chegar em breve.

Matt Damon

Vencedor do Oscar de melhor roteiro original em 1998, e com três indicações ao Oscar de atuação, Damon é outro ator que finge que participou de um filme de super-heróis. Suas pontas em Thor Ragnarok (2017) e Deadpool 2 (2018), no entanto, foram tão escondidas que muitos sequer tomaram conhecimento. É óbvio que não iremos considerar. Queremos é uma superprodução na qual Damon protagonize, ou quem sabe interprete o vilão – no mínimo um papel coadjuvante de destaque. Qual seria o mais indicado para ele?

Bônus: Clint Eastwood

Desde a década de 1990, os fãs faziam campanha para o lendário Clint Eastwood encarnar um dos maiores super-heróis do cinema: Batman. Popularmente conhecido como Cavaleiro das Trevas, o Homem-Morcego viu seu rosto mudar nos cinemas, após a personificação de seu primeiro intérprete, Michael Keaton. Val Kilmer e George Clooney seguiram nas escorregadas de Joel Schumacher, mas o que o público queria ver mesmo era a adaptação de Frank Miller para O Cavaleiro das Trevas, que trazia um Bruce Wayne duro e envelhecido – e para isso ninguém melhor do que o eterno bad ass do cinema, Clint “Dirty Harry” Eastwood. Parte da história de Miller foi utilizada em Batman Vs. Superman (2016).

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva