7 Momentos Marcantes de ‘Coringa’

7 Momentos Marcantes de ‘Coringa’



Coringa (Joker, no original) chegou aos cinemas brasileiros e está causando. O filme correspondeu às expectativas e apresentou um grande trabalho principalmente do ator Joaquin Phoenix e do diretor Todd Phillips. A obra cinematográfica tem um tom pesado, melancólico, violento e conta com diversos momentos marcantes dentro de suas cerca de duas horas de exibição.

Citamos alguns abaixo. O texto obviamente contém SPOILERS. Veja por sua conta em risco se ainda não assistiu ao filme:

Desespero por não conseguir controlar o riso

ogo no começo do filme a condição neurológica de Arthur é evidenciada. Em meio às risadas, uma expressão de tristeza e desespero por não conseguir ter o mínimo de controle sobre a situação. O trabalho de atuação de Phoenix impressiona e transmite toda a dor e sofrimento do personagem, que não conta com a benevolência das pessoas ao redor. Isso pesa no desenvolvimento do personagem até ele passar por todo o seu arco no roteiro e se transformar no icônico vilão.

 

Aproveite para assistir:


Twist do suposto par romântico

Em dado momento, Arthur aguarda por Sophie (Zazie Beetz) no apartamento da própria. Até então, havia sido estabelecido em cena que os dois construíram uma relação, saindo e vivenciando juntos momentos chave do personagem. Porém, os espectadores de Coringa são surpreendidos e ficam confusos com o desconhecimento dela em relação ao protagonista. Descobrimos que na verdade era tudo uma fantasia do personagem principal. Os dois nunca tiveram de fato uma parceria e tudo visto em tela até aquela ocasião foi um trabalho da mente de Arthur.

 

O anão e a porta

Coringa passa longe de ser um filme engraçado. Há apenas um momento de um teórico alívio cômico, o qual Arthur recebe em seu apartamento dois ex-companheiros de trabalho e acaba matando um deles, sobrando assim apenas o amigo anão, interpretado por Leigh Gill, que devido a sua estatura não conseguia abrir a porta para poder fugir.  A cena gera risadas por parte do público do cinema, porém não muda o fato de que é um momento desesperador e tenso.

 

Fique calmo

Durante um momento de discussão com a figura materna em busca de respostas sobre seu passado, Joaquin Phoenix mais uma vez demonstra sua grande qualidade de atuação. Penny estava no banheiro evitando o confronto direto com o protagonista – que estava transtornado – e pediu calma a ele para assim poderem conversar de modo sereno. Rapidamente, em seguida, Arthur mudou todo o seu status mensal nervoso e se demonstrou extremamente tranquilo. “Estou calmo”, ele diz. Brilhante e uma ótima cena.

 

Entrevista com Murray

O personagem de Robert De Niro é uma figura importante de referência para Arthur. Murray é a ponte para que o protagonista guie parte de suas atitudes. Nos momentos finais de Coringa, o personagem já caracterizado como tal, consegue enfim realizar a tão desejada entrevista no programa de TV. A sua entrada através de uma dança é assustadora e causa medo devido à insanidade e imprevisibilidade de Arthur.

O clímax da conversa é concretizado quando Coringa atira em Murray, matando-o brutalmente para um grande público que assistia pela televisão. Não só esse como todos os assassinatos da referida obra cinematográfica são secas, geram uma grande sensação de realidade. Um grande impacto.

 

A dança

Arthur ensaiou sua dança por diversos momentos durante sua história apresentada, mas era contrastado com todas as adversidades de sua vida, o que o tornava uma pessoa depressiva, sem postura e sem confiança. Após finalmente se libertar e se encontrar de si como o Coringa, conseguiu adquirir uma maior leveza em meio a sua psicopatia e a confiança suficiente para colocar em prática seus passos. O paralelo da cena das escadas no início do filme, com o personagem a subindo lentamente e desanimado, quando comparado com o trecho final dele já como Coringa dançando e cheio de si é marcante.

 

Criação do Batman e o caos final

O filme dentro do contexto que foi apresentado funcionaria mesmo que não introduzisse diretamente elementos relacionados à família Wayne. Ainda assim, houve a decisão de colocar os famosos pais de Bruce na trama, além do próprio. A obra faz um link entre toda a representatividade e influência da figura do Coringa e a origem do Batman, com o famoso assassinato de seus pais. A cena foi muito bem representada com os elementos clássicos do ocorrido.

O Coringa já foi estabelecido e conseguiu influenciar uma grande quantidade de pessoas por Gotham. A catarse de seus atos é apresentada em uma das cenas finais do filme, com o caos e os palhaços por toda a cidade. Comum a eles, uma reverência pelo seu principal representante: Arthur, o Coringa.

Para dar o toque final, a cereja do bolo nesta excelente cena, Coringa borra a sua caracterização ao lado da boca e deixa exatamente do jeito que os fãs queriam ver. Ali, o personagem foi completamente estabelecido. O Coringa em sua forma plena chegou.

 

Há muitas cenas marcantes e estas são apenas algumas das muitas que também poderiam ter sido citadas! Qual foi a sua preferida?

 

 

OPINIÃO: Reações a ‘Coringa’ provam que estamos vivendo na caótica sociedade do filme

‘Coringa’: Joaquin Phoenix diz que não se importa com opinião dos fãs sobre sua interpretação

Filme de origem do Coringa será ‘assustador’, afirma Joaquin Phoenix



COMENTÁRIOS