‘A Caçada’: Executivos da Universal sofreram ameaça de morte pelo tom político do filme

‘A Caçada’: Executivos da Universal sofreram ameaça de morte pelo tom político do filme



Após os atentados terroristas ocorridos no início do mês, nos EUA, a Universal Pictures e a Blumhouse cancelaram ‘A Caçada‘ por conta de sua temática.

No entanto, de acordo com o The Hollywood Reporter, as críticas negativas após a exibição teste do filme contribuíram com o cancelamento.

Além disso, os executivos da Universal e a equipe por trás do filme estavam recebendo ameaças de morte devido ao tom político da trama.

Em um comunicado, o estúdio revelou o cancelamento em respeito às vítimas dos atentados de supremacia branca.

A informação foi divulgada no Twitter do Coming Soon.

Aproveite para assistir:


“Após cuidadosa consideração, o estúdio decidiu cancelar os planos de lançamento do filme. Nós apoiamos nossos cineastas, e continuaremos a lançar filmes em parceria com diretores visionários, como os que estão associados a esse thriller de sátira social. Porém, entendemos que essa não é a hora certa de lançar esse projeto.”, diz o comunicado.

“A caça está liberada. Apenas as pessoas designadas podem ser caçadas na mansão”, diz o slogan do filme.

Assista ao teaser:

O longa é dirigido por Craig Zobel, e está sendo descrito como uma mistura entre ‘Batalha Real‘ e ‘The Most Dangerous Game‘.

‘A Caçada’ acompanha 12 estranhos que acordam em uma clareira e percebem que estão sendo caçados por liberais. Betty Gilpin e a vencedora do Oscar, Hilary Swank, interpretam mulheres em lados opostos do espectro político, conservador e liberal, que têm como alvo um ao outro.

O elenco inclui Hilary Swank, Emma Roberts, Justin Hartley, Betty GilpinGlenn HowertonJim KlockCharli SlaughterDean West.

 

 

 



COMENTÁRIOS