Antes do lançamento da plataforma Disney+, a Casa do Mickey garantiu que todo o seu catálogo de produções originais futuramente estariam disponíveis na íntegra.

No entanto, o filme ‘A Canção do Sul‘, duramente criticado por sua abordagem com teor racista em relação à escravidão, à cultura e maneirismos afroamericanos, bem como à comunidade negra de forma geral, ainda não se encontra na grade de programação.

E o presidente executivo da Walt Disney Company, Bob Iger, decidiu se pronunciar a respeito do assunto, afirmando que a produção em questão – lançada em 1946 – jamais ficará disponível no catálogo. Sua fala fora compartilhada pelo portal ComickBook.com.



A determinação é de caráter definitivo e mesmo com aquele famoso alerta inicial que contextualiza a obra ao seu período de lançamento – que aparece antes do início da exibição de alguns títulos, o longa não será introduzido às novas gerações pelo streaming.

Em sua fala, Iger pontuou:

“Eu senti que, desde quando eu era o CEO, que ‘A Canção do Sul‘ não era apropriado para o mundo atual, ainda que ele viesse com aquele alerta de contextualização histórica. Essa premissa também é verdadeira com outras produções que fizemos no passado também. É difícil, considerando as representações em alguns desses filmes, trazê-los de volta hoje sem que isso se torne alguma forma de ofensa para as pessoas. Em virtude disso, decidimos não acrescentá-los à nossa grade”.

Iger ainda foi ainda mais além, comentado sobre as prerrogativas envolvidas quanto à expectativa de lançar “toda a biblioteca” de filmes originais da Disney no streaming:



“Eu acho que, quando eu me referi à ‘toda biblioteca de filmes’, uma das coisas que eventualmente percebemos é que muito do que foi feito no passado não possui a qualidade adequada, em termos de qualidade de imagem ao ser remasterizado para o formato digital. Estamos trabalhando em alguns filmes nesse sentido. Nós também tivemos que priorizar, até porque muitas produções tiveram que ser digitalizadas, então não conseguimos colocar tudo. Então eu acho que, no final das contas, quando eu disse ‘toda a biblioteca’, isso significa que nem tudo estará disponível, devido as alguns desses problemas”.

Para aqueles que não estão familiarizados, A Canção do Sul’ traz um personagem chamado Johnny (Bobby Driscoll), que encontra prazer em trabalhar na plantação de sua avó. Quando lá, a própria narrativa ameniza e romantiza a ideia de escravidão, trazendo inúmeros trabalhadores que se sentem felizes com suas condições.

Aproveite para assistir:



 

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva