A importância do retorno dos X-Men e do Quarteto Fantástico ao Marvel Studios

A importância do retorno dos X-Men e do Quarteto Fantástico ao Marvel Studios


No fim de 2017, a Disney "comprou" a 20th Century Fox e assim em breve poderá adquirir o direito de todos os filmes da mesma. Entre eles, agora a possibilidade de utilizar os heróis da Marvel que - no cinema -  pertenciam ao referido estúdio, devido a uma situação financeira crítica que a Casa das Ideias viveu durante os anos 90, chegando a beirar a falência.

De maior destaque, a ida do Homem Aranha para a Sony e os X-Men junto ao Quarteto Fantástico para a Fox. Um detalhe interessante é que na época os Vingadores eram de certa forma desconhecidos para o público médio. A equipe dos mutantes tinha uma popularidade muito maior e vivia seu auge com arcos memoráveis e sucesso com o desenho animado.

Desta forma, a Marvel ficou fragmentada e sem poder utilizar seus heróis mais populares até então - Homem-Aranha e Wolverine - e restou apostar no que ainda tinha posse: Os Vingadores. E aí a história começou a ser escrita com Homem de Ferro, em 2008, até chegar atualmente a Vingadores: Guerra Infinita e render bilhões de dólares à Disney, além de conquistar uma quantidade imensurável de fãs de heróis que até pouco tempo atrás não eram tão famosos como Homem de Ferro, Thor e Capitão América.




O Futuro da MARVEL no Cinema - O que virá depois de 'Guerra Infinita'?

O universo dos Vingadores conseguiu se estabelecer mesmo com o desfalque dos demais personagens pertencentes a outros estúdios, mas ainda assim os fãs de heróis sonhavam em ver uma união entre todos de alguma forma. E foi o que começou a acontecer. Marvel Studios e Sony Entertainment chegaram a um acordo e assim o tão amado Homem-Aranha pôde ser produzido pela Marvel e interagir com o universo dos Vingadores mesmo ainda pertencendo à Sony. Primeiro com Guerra Civil - um sucesso homérico, no qual Peter Parker teve uma participação completamente aprovada e querida -, posteriormente em seu próprio filme "Homem-Aranha: De Volta ao Lar" e por fim em Vingadores: Guerra Infinita. Nestas produções, muitos desejos dos espectadores foram cumpridos, como por exemplo ter a oportunidade de ver Parker usando o uniforme da Aranha de Ferro, como ocorrera nos quadrinhos durante o arco da Guerra Civil.

Se "apenas" a junção do Homem-Aranha aos Vingadores já parecia ser o sonho máximo e suficiente, agora tudo ficou ainda melhor com a notícia da  possível aquisição da Disney frente à Fox e o consequente retorno dos X-Men e do Quarteto Fantástico à sua casa.

O acordo ainda não foi de fato oficializado e o processo é longo, embora já certo. Apenas em meados de 2019 que os personagens retornarão à Marvel. Por enquanto, nada muda e dificilmente veremos, por exemplo, Wolverine e Mulher Invisível participando do próximo filme de Vingadores, que tem estreia marcada para maio do próximo ano. Ainda assim, é possível fazer uma projeção do que pode ser aproveitado no futuro e mensurar o grau de importância destes heróis reforçando o time da Marvel Studios.

O que esperar de 'Vingadores 4'?

Um ponto importante é que o contrato de alguns atores do principal escalão, como Robert Downey Jr e Chris Evans, estão chegando ao fim e há uma necessidade de renovação, já que são 10 anos de MCU e existe todo um desgaste – embora ainda muito queridos – dos atores e personagens. Nos últimos anos, a chegada de personagens como Doutor Estranho e Pantera Negra para dar continuidade às histórias, além da Capitã Marvel, que terá sua primeira aparição em um filme próprio em fevereiro de 2019 - e a tendência é que sua participação seja muito importante contra Thanos em Vingadores 4.

Com o provável fim do grande vilão destes 10 anos de Marvel Cinematic Universe (MCU), fica a dúvida: Quais arcos poderão ser explorados?

É possível citar vários exemplos e a chegada dos heróis que pertenciam à Fox são essenciais. Aliás, não somente os heróis como também os vilões. Um expressivo reforço que pode ser desenvolvido como próximo grande vilão é Galactus, O Devorador de Planetas, que faz parte principalmente das histórias do Quarteto Fantástico e que agora poderá ser utilizado no MCU.

Por que 'Vingadores: Guerra Infinita' deu certo?

Substituir Thanos não é uma tarefa fácil e ainda assim Galactus tem potencial para ser tão marcante quanto. É extremamente necessário que haja a junção de vários heróis para detê-lo, justificando assim mais uniões entre os Vingadores. O nível de ameaça e poder dele o coloca no primeiro escalão de vilões nos quadrinhos, o que o torna bastante popular.

Junto a ele, o Quarteto Fantástico, tão maltratado no cinema enquanto pertencia à Fox. Embora atualmente o Senhor Fantástico, Mulher Invisível, Tocha Humana e Coisa não sejam tão populares como outrora, eles já foram os grandes nomes da Marvel, sendo a primeira equipe de heróis da editora, lançado em 1961.

Entre seus integrantes principais, a mais notável presença é sem dúvidas de Reed Richards, o Senhor Fantástico, que tem uma mente considerada como uma das mais brilhantes de todo o universo.

[SPOILERS] As 10 Maiores Surpresas de 'Guerra Infinita'

Tamanha genialidade o fez ser um integrante dos Illuminati, composta por membros que tem o maior nível de inteligência entre os heróis da Marvel e que tem como objetivo discutir internamente, e de modo secreto, ações para proteger todas as raças da Terra. No MCU, com a chegada dos personagens que pertenciam à Fox, uma grande parcela do grupo poderá estar junta.

Homem de Ferro e Doutor Estranho já fazem parte do Universo Marvel, Professor Xavier e Senhor Fantástico estão chegando, O Raio Negro, Rei dos Inumanos (à esquerda na imagem) tem previsão de estreia em breve na Marvel e havia até a ideia de um filme protagonizado por ele. Apenas Namor (à direita) é uma incógnita.

Nos filmes, o grupo pode ser explorado e então abordarem todas suas virtudes e falhas, como por exemplo causarem o afastamento de Hulk da Terra, criando assim os arcos de Hulk contra o mundo e Planeta Hulk, famosos nos quadrinhos.

Crítica | Vingadores: Guerra Infinita – O Auge do Cinema Entretenimento

Citado acima, o Professor Xavier é importante por diversos fatores, não somente por pertencer aos Illuminati. Não só ele como todos os mutantes são essenciais. Já muitos queridos pelos fãs, há vários possíveis arcos a serem abordados nas telonas.  Junto ao universo dos Vingadores, é possível citar Vingadores Vs X-Men. Um memorável duelo e que culminou num triste fim para o telepata.

Na história, Mutantes e Vingadores se enfrentam devido a um conflito de ideias em relação a o que fazer com a Força Fênix que mais uma vez apareceu. A conclusão desta história gerou conseqüências que duraram anos.

Um ponto interessante que pode ser explorado nos filmes é que nem todos os mutantes pertencem necessariamente aos X-Men. Personagens como, por exemplo, o Wolverine e o Fera pertenciam aos Vingadores e não ao grupo de mutantes liderado por Ciclope. Essa transição entre um grupo e outro é um potencial de histórias a serem escritas para futuros filmes.

Como fazer o Live-Action de Naruto dar certo

As relações conflitantes entre os X-men e os Vingadores vem antes do referenciado arco e houveram casos esporádicos que foram muito marcantes e que causaram mudanças definitivas na estrutura de determinados personagens. Um exemplo clássico é o duelo entre a Miss (hoje Capitã) Marvel e a Vampira, que culminou na quase morte do alter ego de Carol Danvers e fez com que a mutante adquirisse o poder de voar e super força, criando assim uma certa rivalidade entre as duas. Já que a Capitã Marvel é uma heroína recente dos cinemas, é possível fazer com que as duas surjam num intervalo de tempo pequeno e assim tornar possível que haja no mínimo um easter egg deste momento importante na vida das duas.

Outra relação conflitante e também, principalmente, amorosa, é a história de Pantera Negra e Tempestade, que formam um casal, embora já tenham se separado após os eventos de Vingadores VS X-Men.  Um relacionamento tão equilibrado em termos de importância e personalidade de cada um é muito rico e tem potencial de render boas histórias, mesmo que não necessariamente em um filme só para isso. O núcleo de Wakanda e dos Mutantes ganha mais.

Mesmo até então pertencendo à Fox, os X-Men e o Quarteto nunca tiveram um universo compartilhado tal qual ocorre na Marvel Studios. Agora, será possível unir estas duas histórias e mesclar os personagens nas equipes, como ocorre nas HQ’s. Muitos heróis da Marvel já fizeram parte do Quarteto, como o Homem-Aranha e até mesmo o Wolverine, por exemplo. Esta junção trará ainda mais benefícios ao já consolidado MCU. A inserção de novos – e muito importantes – heróis traz uma grandiosidade ainda maior a este amado universo, mesmo com já quase 20 filmes. Desta forma, novos arcos podem ser abordados, é possível uma renovação e todos saem ganhando com a chance de ver em tela tantos personagens populares dividindo espaço e transpondo suas histórias dos quadrinhos e dos desenhos animados para a tela de cinema. A Marvel já marcou a história e ainda assim apresenta uma tendência de crescimento ao adquirir a Fox, tendo assim material para muitos arcos durante longos anos sem que os fãs enjoem. O Universo Cinematográfico da Marvel é rico, de grande qualidade e agora vai ficar ainda mais marcante.


Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c