A verdade é a seguinte: nós, fãs de cinema, gostamos de assistir novamente os filmes que adoramos. E nada melhor para isso do que rever tais produções no conforto de nossa casa. Quem pegou a época das locadoras ainda na infância sabe bem como funcionava esta equação. Muitas vezes íamos mais a estas fantásticas lojas extintas do que às salas de cinema – porque era mais prático e acessível. Mas é claro, nada tirava o prazer de uma boa ida ao cinema.

As locadoras estão basicamente extintas, mas hoje temos um substituto à altura. As plataformas de streaming nos oferecem uma variedade ampla de opções, e o melhor é que nunca estão “alugados” ou indisponíveis para a gente. Assim, pensando nesta conexão, o CinePOP traz sua nova lista de dicas para filmes na plataforma Amazon Prime. E desta vez o foco é justamente grandes produções da sétima arte para você reassistir com mais atenção aos detalhes em seu lar ou, quem sabe, ver pela primeira vez os que deixou escapar por uma razão ou outra. Vamos conhecer.

Entre Facas e Segredos

Lançamento recente na plataforma, ninguém podia prever o sucesso que esta produção faria, se tornando instantaneamente um filme cultuado. Escrito e dirigido pelo cineasta Rian Johnson, o longa subverte de forma inteligente os contos de suspense no melhor estilo Agatha Christie. Na trama, o poderoso patriarca de uma rica família é assassinado e agora todos os seus parentes duvidosos são suspeitos, enquanto um detetive investiga. O filme foi indicado ao Oscar de roteiro e o elenco é um dos chamarizes, com nomes como Christopher Plummer, Jamie Lee Curtis, Ana de Armas e Chris Evans.

Star Wars: A Ascensão Skywalker

Aproveite para assistir:

Por falar em Rian Johnson, a controvérsia de seu Os Últimos Jedi (2017) continuou neste terceiro exemplar da nova trilogia. A história de personagens criados em 2015 e logo adorados, como Rey, Kylo Ren, Finn, Poe e BB8, chegou ao fim. Mas, assim como todos os novos capítulos de Star Wars, A Ascensão Skywalker dividiu bastante as opiniões dos fãs e críticos. Porém, quem sabe é a hora de dar uma segunda chance a este mais recente capítulo da maior saga de todos os tempos no cinema.

Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica

Por falar em produções recém saídas do cinema, Dois Irmãos foi um dos últimos grandes lançamentos antes da chegada da Covid-19 e o fechamento da salas. Ou seja, uma estreia mais fresquinha impossível. Para todos que não puderam conferir, esta é a chance perfeita. Mais recente obra da Disney/Pixar, o longa é a pedida para a garotada e todos os aficionados por aventura e fantasia. Aqui, somos apresentados a um mundo de figuras mitológicas, vivendo como humanos na Terra. Neste cenário, dois irmãos partem numa jornada a fim de encontrar seu pai desaparecido.

As Golpistas

Alguns filmes dividem a opinião do grande público e dos críticos, já outros são descaradamente injustiçados. Poucos foram os que não elogiaram este drama com doses cômicas baseado numa história real. Na trama, um grupo de dançarinas em um bar stripper do dia para a noite se encontram desamparadas quando seus clientes ricos de Wall Street se afastam do local após a crise financeira que assolou os EUA. Assim, a solução encontrada por elas foi elaborar e aplicar golpes sofisticados neles. Jennifer Lopez foi indicada ao Globo de Ouro e muitos queriam vê-la também no Oscar.

A Batalha das Correntes

Engavetado quase de forma definitiva, este drama de época conta a história da corrida e disputa entre dois verdadeiros titãs da eletricidade: Thomas Edison e George Westinghouse, a fim de entrarem para a história como o nome que forneceria energia ao mundo moderno. Mas e você pergunta, por que um filme com esta temática tão certinha e conservadora foi colocado na geladeira com o risco de nunca ter sido lançado? Simples, caro leitor. Este era o lançamento da vez quando estourou o escândalo do produtor Harvey Weinstein sobre seus abusos sexuais. E sim, esta é uma de suas obras. Agora, finalmente, separando o filme do monstro, todos possuem a chance de conferi-lo.

Suspíria: A Dança do Medo

Quando falamos em refilmagens, os dentes dos cinéfilos rangem e seus punhos cerram. Bem, nem tanto quando à frente de um remake temos um diretor querido por eles, como é o caso do italiano Luca Guadagnino (Me Chame Pelo Seu Nome). Suspiria (1977), o original, é um filme de terror relativamente obscuro e desconhecido do grande público, mas considerado uma obra-prima pelos verdadeiros amantes de terror e os cinéfilos em geral. E na nova versão, Guadagnino acerta ao pegar somente o conceito e criar um filme completamente novo – e muito grandioso. Uma verdadeira ópera do horror.

Maria Madalena

Um dos casais mais fofos na opinião dos cinéfilos atualmente é Joaquin Phoenix e Rooney Mara. Suas fotos juntos têm conquistado os fãs. Phoenix, é claro, ganhou o Oscar este ano por Coringa. E Mara tem duas indicações ao mesmo prêmio no currículo. A primeira parceria da dupla nas telas foi quando ainda não eram um casal em Ela (2013), romance agridoce de Spike Jonze. Depois eles seguiram para o drama A Pé Ele Não Vai Longe, e no mesmo ano decidiram interpretar papeis menores e não muito conhecidos do grande público: Jesus Cristo e Maria Madalena (ironia máxima implícita). O interessante deste filme é que foi o primeiro longa bíblico com tais personagens após a redenção de Madalena junto à igreja católica e o Vaticano – um dos propósitos da produção do filme.

Todos Já Sabem

Para quem curte filmes com grandes atores dando show de interpretação, e um diretor renomado regendo uma obra com maestria, a opção é este longa Espanhol. Dirigido pelo talentosíssimo iraniano Asghar Farhadi, especialista em dramas de relacionamentos humanos, vide A Separação (2011), O Passado (2013) e O Apartamento (2016), o filme tem doses de suspense e foca no desaparecimento de uma jovem durante uma celebração em família. Outro grande chamariz é a presença de um trio de peso na frente das câmeras: o casal espanhol da vida real Penélope Cruz e Javier Bardem, e o argentino Ricardo Darín. Ou seja, um prato cheio.

7 Dias em Entebbe

Novo filme internacional de nosso conterrâneo José Padilha (Tropa de Elite e o remake de Robocop), um especialista no cinema de ação com fortes textos políticos. Aqui, o talentoso cineasta reconta uma tragédia real: o sequestro de uma aeronave saindo de Israel em rumo à França, no ano de 1976. O que seguiu foi a mais audaciosa tentativa de resgate jamais tentada. No elenco, a indicada ao Oscar Rosamund Pike e o indicado ao Globo de Ouro Daniel Brühl interpretam os sequestradores.

Frozen II

O primeiro Frozen: Uma Aventura Congelante (2013) foi um verdadeiro fenômeno e marcou um golaço para a Disney – desta vez sem a Pixar. Ah sim, e enfiou na cabeça de todos a música chiclete Let it Go, sem que conseguíssemos mais tirar. A sequência pode não ter sido a febre de antes, mas não ficou muito atrás, se tornando a terceira maior bilheteria de 2019 no mundo. Acha que é pouca coisa? Se você é um dos poucos que não conseguiu ver a nova aventura de Elsa, Anna, Olaf e toda a turma nas telonas, este é o momento ideal. E se é fã e já conferiu, temos certeza de que assistirá de novo.

Bônus: Malcolm X

Tudo bem, aqui trapaceamos um pouco. Malcolm X (1992) pode não ser um filme recente, mas é sim uma superprodução, e a obra mais ambiciosa do diretor Spike Lee. Redescoberto atualmente por um novo público que busca cada vez mais afirmação social, o cineasta viu seus dois últimos lançamentos (Infiltrado na Klan e Destacamento Blood) se tornarem sucessos populares. Voltando quase trinta anos no passado, e iremos nos deparamos com a biografia do líder social revolucionário Malcolm X, interpretado aqui por Denzel Washington (e quem mais?). O longa foi indicado aos Oscar de melhor ator e figurino, e está disponível na plataforma Amazon Prime para todos que quiserem conhecer um pouco mais a carreira do representativo Spike Lee.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE