Análise: Homem de Ferro vira coadjuvante no Universo Marvel

Análise: Homem de Ferro vira coadjuvante no Universo Marvel


A notícia de que Homem de Ferro deve participar do novo filme do Homem-Aranha solidificou a nova posição do super-herói no universo cinematográfico da Marvel: coadjuvante de luxo.

O Homem de Ferro retorna em pouco menos de dois meses em ‘Vingadores: Era de Ultron’, depois tem presença confirmada em ‘Capitão América: Guerra Civil’, marcado para 2016, e então reaparece no próximo ‘Homem-Aranha’ em 2017, com volta quase certa em ‘Vingadores: Guerra Infinita - Parte 1’, previsto para 2018.

Ou seja, o herói mais popular do estúdio, responsável por inaugurar seu universo em 2008, agora está relegado à participações especiais em filmes de outros heróis da casa.

A última aventura solo do Homem de Ferro foi em 2013 e não há planos atuais nem futuros para um novo filme individual do personagem de Robert Downey Jr. no Universo Marvel, que está configurado até 2019.




Será que o estúdio não acredita mais no potencial do super-herói de carregar um filme próprio?

Esta é uma pergunta que nem mesmo o gênio, bilionário, playboy, filantropo Tony Stark tem habilidade para responder…

Fato é que Downey Jr. está se tornando muito caro para a Marvel - segundo rumores, o ator pediu US$ 60 milhões para estrelar o novo Homem de Ferro e mais participação nas bilheterias - o que pode estar emperrando um ‘Homem de Ferro 4’. Portanto, uma saída seria reiniciar a franquia na próxima década com um ator mais jovem ou até mesmo desconhecido no papel principal - possibilidade já ventilada no começo do ano.

Até lá, o Homem de Ferro continua destinado a servir apenas como coadjuvante de luxo.





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c