Após dez anos de funcionamento e diversas crises financeiras, o complexo de salas de cinema Cinépolis Lagoon, situado na Lagoa – Rio de Janeiro, encerrará suas atividades terminantemente. O espaço fechará as suas portas a partir desta quarta-feira (12).

Segundo o presidente da Cinépolis Brasil, Luiz Gonzaga Assis de Luca, a decisão chega como fruto de uma sucessões de problemas enfrentados pela unidade em questão (via O Globo). Com seis salas no total, o espaço sofreu com a pandemia e foi diretamente afetado por outras circunstâncias, como o fim do contrato com a concessionária que administrava o local.

Gonzaga ainda explicou que quase metade do período de funcionamento do Cinépolis Lagoon foi marcado por problemas locais. Entre eles está a interrupção de suas atividades em 2016, em virtude das Olimpíadas do Rio, bem como problemas de segurança pública na redondeza. Outro fator que agravou sua crise foi o assassinato de um ciclista em 2015 na região, o que impactou na redução do movimento de cinéfilos.

E com o encerramento do contrato entre a Glen Entertainment – que detinha a concessão do espaço – e o governo do Estado (dono do prédio onde o Cinépolis Lagoon ficava), a situação ficou insustentável, conforme comentou Gonzaga.



“A verdade é que, entre um percalço e outro, o complexo passou a dar prejuízo, e muitas pessoas sequer sabiam se o cinema estava aberto”.

No entanto, fale ressaltar que o fechamento da unidade em nada afeta os trabalhos da Cinépolis ao redor do país. Ao todo, a empresa possui outros 58 complexos que seguem em funcionamento no Brasil.

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: