Assista o que rolou no painel da Warner Bros. na CCXP 2019 que trouxe o elenco feminino inteiro de Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa)’ junto com a diretora Cathy Yan:

Estiveram no palco Margot Robbie (Arlequina), Mary Elizabeth Winstead (Caçadora), Jurnee Smollett-Bell (Canário Negro), Rosie Perez (Renee Montoya) e Ella Jay Basco (Cassandra Cain) que além de apresentarem um pouco suas personagens ainda trouxeram um trecho com quase 5 minutos do filme, a cena de abertura, e ainda, o segundo trailer.

Nenhuma das cenas foram liberadas on-line.

Claro, a Arlequina de Robbie dispensa apresentações. A personagem é um sucesso de público, e claramente, uma das poucas coisas que se salvaram de Esquadrão Suicida. Robbie até comentou “eu não estava pronta para dizer adeus para Arlequina depois de Esquadrão Suicida. Eu amei muito interpreta-la”.

Robbie ainda afirmou ter entrado de cabeça e ficado obcecada pela personagem ao procurar mais informações nas histórias de quadrinhos. A atriz afirma que o mundo criado para o filme é “maluco e imprevisível” o que ficou claro nas cenas que foram exibidas no painel.

Aproveite para assistir:

Confira a descrição:

O tom do filme é uma comédia de ação e as piadas realmente funcionam.

O filme começa com a Arlequina narrando o seu término de namoro com o Coringa. Vemos ela sendo jogada pra fora do clube dele por um segurança. Ela entra em crise, corta o cabelo e fica em casa, sofrendo com o término do namoro.

Vemos ela dando a volta por cima, ela arruma um emprego, mas quando vê suas colegas falando que ela é dependente de um homem, ela decide se emancipar e procurar um novo amor: Uma hiena chamada Bruce, em homenagem ao Bruce Wayne.

Após adotar o animal, ela decide roubar um caminhão químico e destruir a ACE Chemicals, o local one ela e o Coringa selaram o seu amor.
Vemos uma grande cena de ação, em que ela joga um caminhão na fábrica de produtos químicos e temos uma grande explosão que deixa o céu colorido, assim como visto no primeiro filme.

Então ela diz que agora Gotham é dela. E que na cidade haviam outras mulheres em busca de uma emancipação. Assim, somos apresentados às demais Aves de Rapina e em seguida sobe a logo do filme.

E a cena levou para uma discussão interessante sobre quem são essas mulheres em busca de independência. Yan primeiramente afirmou estar empolgada com a reação do público, que fez bastante barulho desde da entrada das atrizes até cada cena exibida no painel.

Ela afirmou “nós trabalhamos bastante neste filme para vermos as reações de vocês…. principalmente das mulheres”. A diretora ainda agradeceu Robbie por ter tido a idéia do filme que ela chama de uma “inspiradora história”.

Assim, aos poucos, as atrizes falaram sobre suas personagens, suas origens no longa, e como elas tem personalidades diferentes, mas que serão importantes uma para as outras, em sua própria maneira, no decorrer do filme. Robbie afirmou que a presença de Yan na direção ajudou a contar o filme de uma perspectiva feminina interessante. “Me pareceu certo. Foi muito divertido”.

Rosie Perez, a detetive Renee Montoya, também se mostrou empolgada sobre sua personagem, uma das poucas sem super-poderes “Ela é muito inteligente….ela é bem bad-ass, e não aceita afrontas”. A jovem Ella Jay Basco afirmou que sua personagem, Cassandra Cain tem uma aura boazinha, mas também é desbocada. A personagem da Canário Negro (Jurnee Smollett-Bell) parece que irá ajudar Arlequina a superar o fim do relacionamento, onde as duas irão se apoiar uma nas outras para curar suas feriadas. Nas cenas vistas, vimos que a personagem irá usar seus poderes no longa, um grande grito quase super sônico.

Outro destaque das cenas, foram que vimos pela primeira vez, o grande vilão do filme, o personagem de Ewan McGregor, o Máscara Negra usar sua máscara.

No final a Warner Bros fez um painel grandioso, barulhento e colorido, assim como, as primeiras impressões que o longa passou para o público.

Aves de Rapina será lançado nos cinemas  nacionais no dia 6 de fevereiro de 2020.