Durante uma entrevista para o The Howard Stern Show (via US Magazine), Ben Affleck desabafou sobre o divórcio com Jennifer Garner, mas admitiu que a separação foi a melhor coisa para o ex-casal.

Affleck e Garner se conheceram durante as gravações de ‘Demolidor‘ (2003), no qual ele interpretou o herói titular e ela deu vida à Elektra Natchios.

O casamento durou de 2005 a 2018, período em que o astro se afundou no vício em álcool por se sentir ‘preso’ pela relação.

Logo após o término, ele se internou pela primeira vez em um clínica de reabilitação e acredita que continuaria viciado se ainda estivesse casado… Ou pior, poderia ter agredido a ex-esposa.



“Nós teríamos acabado nos agredindo. Eu provavelmente ainda estaria bebendo. Parte do motivo pelo qual eu comecei a beber é porque me sentia preso. Eu estava tipo: ‘Eu não posso ir embora por conta dos meus filhos, mas não estou feliz, o que eu faço?’ E o que eu fazia era beber uma garrafa de uísque e dormir no sofá, o que no fim não era a solução.

Durante o casamento, eles geraram três filhos: Violet; de 16 anos, Seraphina; 12, e Samuel; 09.

Aproveite para assistir:

No entanto, Affleck admitiu que eles se esforçaram para continuar a relação, principalmente por conta dos filhos.

“No fim das contas, nós tentamos, tentamos e tentamos porque tínhamos filhos, mas nenhum de nós queria que esse fosse o modelo de casamento que as crianças tivessem como exemplo.”



Mesmo assim, ele disse que mantém o respeito por Garner e afirma que não guarda nenhum tipo de mágoa da ex.

“A verdade é que demoramos muito tempo para tomar uma decisão. A gente se afastou. Nós tivemos um casamento que não deu certo. Isso acontece. Ela é alguém que eu amo e respeito, mas com quem eu não poderia ficar casado por mais tempo. Nós tivemos momentos de tensão? Brigas pela custódia? Foi difícil? Nós ficamos bravos? Sim. Mas tudo foi feito com muito respeito. Eu sabia que ela era uma boa mãe e sempre torci para que ela soubesse que eu era um bom pai. E eu sei que eu era.”

Por fim, ele comentou sobre o difícil processo de reabilitação.

“A cura para o vício é o sofrimento, você sofre o suficiente para que algo dentro de você diga: ‘Estou farto deste sofrimento’. Tive sorte porque cheguei a esse ponto antes de perder as coisas que eram mais importantes. Não minha carreira ou dinheiro, mas meu relacionamento com meus filhos, e quando eu senti que isso os impactou, eu reconheci isso. Foi o pior dia da minha vida, mas desde então, juro por Cristo, nunca mais quis beber.”

Atualmente, o astro está namorando a atriz e cantora Jennifer Lopez, com quem já havia se relacionado entre 2002 e 2004.

Em relação ao novo romance, ele disse que estava um pouco receoso de reatar com Lopez para evitar atenção indesejada, mas não conseguiu esconder o que sente por ela.

“Reatar minha relação com Jennifer [Lopez] e toda a atenção indesejada que viria com isso passou pela minha cabeça, com certeza. A responsabilidade para com meus filhos é a minha maior responsabilidade. Não quero fazer nada que seja doloroso ou destrutivo para eles, se eu puder evitar. Minha vida os afeta. Eu e a mãe deles somos celebridades. Isso é difícil. Essa é uma cruz que vamos carregar para sempre.”



COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: