Confira nossas apostas e palpites para o SAG Awards 2018!

Confira nossas apostas e palpites para o SAG Awards 2018!



Nossos palpites para os indicados ao Oscar nas categorias de atores já estão no ar. Clique nos links para saber o que esperamos dos indicados de melhor ator, atriz e coadjuvantes. No entanto, nenhum elemento pode ser tão decisório para esta categoria quanto o que vai ao ar hoje à noite na TNT, os SAG Awards, prêmio do sindicato de atores.

Geralmente os prêmios dos sindicatos funcionam como o maior termômetro para os prêmios da Academia, e historicamente seus números coincidem como os de nenhum outro. Hoje, o sindicato dos produtores premiou A Forma da Água como o melhor filme do ano, o que aumenta exponencialmente as chances da fantasia de Guillermo del Toro no Oscar. Não é o caso de certeza absoluta, no entanto.

Com o sindicato de atores a coisa funciona da mesma forma, apesar de termos indicações que provavelmente não estarão no Oscar. Vamos conhecer os indicados e dar pitaco.

ATOR:

Na categoria de ator, por exemplo, não temos as presenças de Tom Hanks (The Post – A Guerra Secreta) ou Daniel Day-Lewis (Trama Fantasma), fortes candidatos a indicação. Quem parece ocupar a vaga é Denzel Washington (Roman J. Israel, Esq.). Seja como for, as presenças de James Franco (Artista do Desastre) e Daniel Kaluuya (Corra!), apesar de terem conquistado vagas na SAG, não estão garantidas de forma alguma no Oscar. E segue uma verdadeira dança das cadeiras entre os cinco atores, atrás de três vagas no Oscar. Dizem que Washington não tem chances nos prêmios da Academia, então talvez deva se contentar com a indicação no SAG, porque igualmente não tem chances de vitória aqui. Cimentadas em ambas as premiações (SAG e Oscar), em minha opinião, estão somente as presenças de Timothée Chalamet (Me Chame Pelo Seu Nome) e Gary Oldman (O Destino de uma Nação). E o segundo deve sair vencedor da categoria. Oldman vem levando tudo e merece. A não ser que uma zebra muito grande ocorra, ele perderá o prêmio. Minha segunda opção: Chalamet.

ATRIZ:

Aproveite para assistir:


Das cinco atrizes presentes no SAG, acredito na certeza de três para o Oscar: Frances McDormand (Três Anúncios para um Crime), Sally Hawkins (A Forma da Água) e Saoirse Ronan (Lady Bird – A Hora de Voar). Se eu tivesse que chutar uma quarta vaga, colocaria Margot Robbie (Eu, Tonya), também presente aqui no SAG, e uma favorita pessoal. A quinta presente no SAG é a Dama Judi Dench (Victoria e Abdul), que apesar de sempre ótima, creio que faz apenas figuração. E outra, no Oscar, sua presença é a menos garantida – não acredito numa indicação para a veterana. Nos prêmios da Academia, no lugar de Dench prevejo a entrada de Meryl Streep (The Post – A Guerra Secreta), dessa vez merecendo a presemça. Se der azar para a veterana, em seu lugar uma substituta à altura pode ser Jessica Chastain (A Grande Jogada), talentosíssima atriz, para quem a Academia está devendo nova indicação. Meu palpite para o SAG vai para Frances McDormand na categoria, este parece ser o seu ano, e a veterana está mais próxima do que nunca de levar um segundo Oscar para casa também (o primeiro foi por Fargo). Em segundo lugar, poria a vitória para Sally Hawkins, que talvez seja quem disputa cabeça a cabeça com McDormand. Aqui, no entanto, há espaço para uma terceira possibilidade até: Saoirse Ronan. Levando em conta que Hollywood adora formar novas estrelas, e que este é o ano da mulher – e talvez nenhum outro filme represente melhor isto do que Lady Bird Ronan não está totalmente descartada.

ATRIZ COADJUVANTE:

Bem, nesta categoria do SAG para o Oscar temos certeza das indicações de Allison Janney (Eu, Tonya), que vem levando tudo, e Laurie Metcalf (Lady Bird), sua concorrente direta. A veterana Holly Hunter, que ao lançamento de Doentes de Amor era uma certeza de indicação ao Oscar e até de vitória. perdeu muito momento, mas aos poucos vem recobrando. Sua participação nos prêmios da Academia é quase certa também, e a indicação ao SAG só reforça isso. As chances de vitória, no entanto, permanecem mais baixas. Mary J. Blidge (Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi) e Hong Chau (Pequena Grande Vida) têm as presenças mais incertas no Oscar, apesar de figurarem no SAG. Uma candidata que pode tirar uma das duas de jogada no maior prêmio do cinema é Octavia Spencer (A Forma da Água), que ficou de fora do SAG. De qualquer forma, Blidge e Chau não possuem chances reais de vitória hoje. O prêmio deve ir para Janney mesmo, com Metcalf correndo por fora em segundo lugar. Com chances bem menores, mas mesmo assim não impossíveis, temos um terceiro lugar para Hunter.

ATOR COADJUVANTE:

Sam Rockwell (Três Anúncios para um Crime) vem abocanhando todos os prêmios prévios, e deverá levar o SAG hoje e o Oscar em março (se o tempo não fechar para ele até lá). Uma curiosidade nesta categoria no Oscar é que ambos Três Anúncios para um Crime e Me Chame Pelo Seu Nome possuem chances reais de indicar dois coadjuvantes cada. Aqui no SAG, Três Anúncios fez exatamente isso, emplacando além de Rockwell, Woody Harrelson. Já Armie Hammer (que havia aparecido no Globo de Ouro) e Michael Stuhlbarg (que ainda não apareceu para nada) merecem e não devem ser 100% descartados. Seria muito interessante se no Oscar os quatro entrassem. O quinto, você pergunta? Quem mais a não ser Willem Dafoe (Projeto Flórida), tido como o vitorioso certo da categoria quando a corrida começou. Voltando pro SAG, temos Steve Carell (A Guerra dos Sexos) estrategicamente empurrado como coadjuvante, e Richard Jenkins (A Forma da Água) – ambos não possuem chances reais. No Oscar, descartaria a indicação de Carell, e a de Jenkins também não considerado exatamente certa. Lembrando que não podemos esquecer de uma possível indicação para o veterano Christopher Plummer (Todo o Dinheiro do Mundo), presente no Globo de Ouro. Neste prêmio do SAG as atenções estão divididas entre Rockwell e Dafoe. O mais fácil seria dar a vitória para Rockwell, que vem limpando tudo. Mas a vitória de Dafoe mexeria o caldo e tornaria a corrida mais interessante. Contrariando o favoritismo, aqui aposto em Dafoe, com Rockwell chegando em segundo.

ELENCO:

Aqui é onde a situação se complica. Muitos têm como parâmetro este prêmio para determinar o vencedor de melhor filme. Outros tantos dão preferência ao prêmio do sindicato dos produtores. Apesar de estar mais inclinado a me juntar ao segundo grupo, A Forma da Água, o vitorioso do PGA sequer está indicado nesta categoria (injustamente, porque seu elenco é fenomenal, e está excelente em cena). Aqui temos Corra!, Lady Bird, Três Anúncios para um Crime, Doentes de Amor e Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi. Este último, como não tem aparecido muito em outras categorias, é o que menos chances têm. Caso Lady Bird venha a vencer, mudará potencialmente as coisas e aumentará muito o momento do filme de Greta Gerwig. Não descarto esta possibilidade, e aposto em Lady Bird numa segunda opção. No entanto, ainda aposto mais na vitória de Três Anúncios para um Crime, filme que vem emplacando seus dois atores (McDormand e Rockwell) em tudo. Desta forma, hoje temos três favoritos ao grande prêmio do cinema: A Forma da Água, Três Anúncios para um Crime e Lady Bird – A Hora de Voar.

ELENCO DE DUBLÊS:

Logan foi um dos filmes mais injustiçados do ano para prêmios, muitos afirmam. O filme, ao lado de Planeta dos Macacos – A Guerra e Mulher Maravilha, devem figurar em alguns quesitos técnicos no Oscar – apesar dos dois últimos possuírem mais chances. Precisamos levar em conta que este é o ano do empoderamento feminino, e Mulher Maravilha sem dúvidas é digno e merece um prêmio. Por outro lado, Em Ritmo de Fuga esteve indicado no Globo de Ouro. E Dunkirk é um dos favoritos a indicação para melhor filme e diretor. Por incrível que pareça, esta é uma das categorias mais difíceis de se prever. Mas usando de bom senso, vou com Mulher Maravilha como opção, seguido de Dunkirk como segundo, e Em Ritmo de Fuga em terceiro.

TV

Como sou uma negação para séries de TV (a maioria pelo menos) decidi recorrer a uma especialista aqui no CinePOP, e pedir ajuda para Karolen Passos. Vamos ver como nossa menina de ouro se sai em suas previsões de vitória.

Ator de Comédia – Aziz Ansari (Master of None). O ator foi acusado recentemente de assédio. Se a acusação for um fator e o prejudicar, a vitória pode ir para Anthony Anderson (Black-ish).

Atriz de Comédia – Julia Louis-Dreyfus (Veep).

Elenco de Comédia – Black-ish como favorito, e Veep como plano b.

Ator Filme para a TV ou Minissérie – Alexander Skarsgard (Big Little Lies).

Atriz Filme para a TV ou Minissérie – Nicole Kidman (Big Little Lies).

Elenco em drama – The Handmaid´s Tale.

Ator em Drama – Sterling K. Brown – This is Us.

Atriz em Drama – Elisabeth Moss – The Handmaid´s Tale.

Elenco de Dublês para a TV – GLOW.



COMENTÁRIOS