Conheça A Família Addams

Conheça A Família Addams



Criados pelo cartunista americano Charles Addams em 1938, A Família Addams estreia seu terceiro longa-metragem para o cinema no próximo dia 24 de outubro – bem a tempo para o dia das bruxas. Em sua nova encarnação, Gomez, Morticia e toda a turma ganham formas animadas na recente obra – esta é a primeira vez que uma animação levando a marca da família chega aos cinemas.

A animação A Família Addams é também o primeiro longa a ser lançado nas salas de cinema com os personagens após o sucesso dos filmes da década de 1990, protagonizados por Anjelica Huston, Raul Julia e Christina Ricci.

Aproveitando o gancho do lançamento do novo filme desta estranha família, o CinePOP resolveu lembrar junto com você toda a trajetória dos Addams desde sua criação nas tiras de jornais ainda na década de 1930. Vem conhecer e se preparar para o novo filme.

A Origem

A ideia do cartunista Charles Addams era satirizar a “família ideal do Século XX”, criando sua inversão completa. Ricos aristocratas, o clã se diverte com o macabro, alheios ou simplesmente sem se importar com o fato de que outras pessoas os achem bizarros e assustadores.

Originalmente, a família era constituída pelo patriarca Gomez – com traços latinos, um bigodinho fino e sempre usando um elegante terno listrado -, a matriarca Morticia – magérrima, de pele pálida e cabelos negros escorridos, sempre dentro de um apertado vestido preto comprido –, seus filhos Feioso (Pugsley) e Wandinha (Wednesday) – um menino gordinho de cabeça raspada e blusa listrada, e a menina, uma cópia mirim de sua mãe, com trancinhas. Formação principal esta que é mantida até hoje. Além da vovó – uma senhora idosa de longos cabelos brancos, com a aparência de uma bruxa, ela é a mãe de Morticia – e o tio Funéreo (Fester no original, e também conhecido como tio Chico no Brasil), irmão de Gomez, careca, de pele branca e olheiras, e uma peça de roupa única (uma espécie de túnica negra). Tropeço (Lurch) não é um membro da família de sangue, mas um agregado que se tornou parte dela. Ele é o mordomo dos Addams, um sósia do monstro de Frankenstein imortalizado por Boris Karloff, de bom coração e que não fala, apenas emite grunhidos.

Aproveite para assistir:


Em 1954, A Coisa (Thing) era introduzida nos quadrinhos. Uma espécie de animal de estimação da família, a Coisa é uma mão decepada que se mexe, tem vida e se comporta como o cachorrinho da casa. Em sequência foi a vez do primo It aparecer nas publicações, fazendo seu debute em 1965. Trata-se de um monte de cabelo, de baixa estatura, que murmura grunhidos agudos. Ninguém sabe quem ou o que está por baixo de tanto cabelo.

Charles Addams fez a primeira história da Família, que estreou nas páginas do jornal The New Yorker em 1932, e continuou desenhando os personagens na publicação até a sua morte em 1988.

Estreia na TV

Após passarem mais de trinta anos sendo publicados nas páginas de tirinhas, a Família Addams adentrava outra mídia, e ganhava uma nova legião de fãs. Pode-se dizer inclusive que foi aqui onde eles ficaram verdadeiramente populares, sendo descobertos pelo grande público – um público mais adulto e sofisticado. A Família Addams chegava à televisão em 1964, com um programa de humor protagonizado por atores reais.

Criada por David Levy, a série A Família Addams foi ao ar em 1964 e permaneceu por duas temporadas até 1966. Num total de 64 episódios, o programa fez história na época e serviu para levar as tramas da estranha família a diversos lares, não apenas dos EUA, mas ao redor do mundo. John Astin e a belíssima Carolyn Jones foram as primeiras formas em carne e osso de Gomez e Morticia, encabeçando a família como os protagonistas do programa.

O programa ganhou uma espécie de revival na forma de um filme feito para a TV em 1977. Comemorando o Halloween, o filme trazia o elenco original de volta muitos anos depois para um último encontro.

No final da década de 1990, mais precisamente em 1998, a Fox Family Channel e a Saban Entertainment se uniram para mais uma investida na esquisita e macabra família. The New Addams Family durou 65 episódios e trazia Glenn Taranto como Gomez e Ellie Harvie como Morticia.

Desenhos Animados

Surgidos de maneira estática nas tirinhas de jornais, A Família Addams migrou para as formas de carne e osso trinta anos após sua criação. Estas eram as únicas referências que o público tinha dos personagens até a década de 1960. Isso mudaria na década seguinte, quando a família criada por Addams fez participação em um episódio da série animada do cão detetive Scooby-Doo (que também ganhará uma animação para o cinema ano que vem).

Vendo o potencial para os Addams na TV novamente, desta vez na forma de desenho animado, o mesmo David Levy do programa em live-action fechou uma parceria com os estúdios Hanna-Barbera (o mesmo Scooby-Doo) para uma série em animação da Família Addams. O programa foi ao ar em 1973, com 16 episódios. Os traços desta animação foram criados em cima das charges de Charles Addams em seus quadrinhos. Algumas curiosidades é que o programa contou com Jackie Coogan na dublagem, reprisando seu papel do tio Fester do programa em live-action, e uma Jodie Foster em início de carreira dublando não a Wandinha, mas Feioso Addams.

Em 1992, após o sucesso de seu primeiro filme para o cinema, A Família Addams voltaria para as telinhas em um remake do desenho da década de 1970. Com um estilo de animação mais moderna, e contando com a voz de John Astin, o Gomez da série em live-action reprisando o papel, ganhou 2 temporadas num total de 21 episódios, chegando até 1993 – época de lançamento do segundo filme para o cinema.

Superprodução

Depois de conquistarem as telinhas, os Addams ganhavam pela primeira vez um longa-metragem para o cinema. E não era um filme qualquer, mas uma superprodução. Para tanto, a Paramount escalou dois veteranos dos filmes de Tim Burton – um especialista em misturar horror e comédia no início de carreira – para assinar o roteiro. Larry Wilson (Beetlejuice) e Caroline Thompson (Edward Mãos de Tesoura) foram os responsáveis por trazer a icônica família às telonas nos anos 1990.

O primeiro longa estreava nos cinemas em novembro de 1991, e trazia um elenco estelar protagonizando: Raul Julia como Gomez, Anjelica Huston como Morticia, Christopher Lloyd como Fester e Christina Ricci como Wandinha. Na direção, o estreante Barry Sonnenfeld – diretor de fotografia dos primeiros filmes dos irmãos Coen – escrevia seu nome como um dos cineastas mais quentes da época. O visual chamativo e impressionante vinha lado a lado com uma história criativa, que tirava a trama da família “peixe fora d’água” do lugar comum. Além das esquisitices as quais todos estavam acostumados, o roteiro apresentava o desaparecimento do tio Fester, brigado com Gomez e sumido por anos. Um belo dia, o estranho parente retorna à porta da família, mas ele pode não ser exatamente quem diz. Ao mesmo tempo, um advogado pilantra planeja dar um golpe e roubar a fortuna dos Addams.

Com o sucesso do filme, A Família Addams voltou a ser mania mundial, como nunca anteriormente. Assim, dois anos depois, em 1993, a continuação era lançada. A Família Addams 2 (ou Addams Family Values) introduzia um novo membro da Família, o terceiro filho de Gomez e Morticia – o bebê de bigodinho Pubert. Outra adição foi a babá assassina vivida por Joan Cusack, Debbie, uma golpista que visa separar a família, a fim de ficar com sua fortuna. Para isso, ela se casa com Fester (e tenta matá-lo) e manda Wandinha e Feioso para um acampamento de férias – onde ocorrem algumas das melhores cenas do longa. O elenco original e diretor retornaram. Apesar do sucesso financeiro e do prestígio de prêmios, uma terceira parte com esta equipe nunca foi realizada. Uma pena.

Cinco anos depois, com o grande Raul Julia já falecido (o ator nos deixou em 1994, aos 54 anos), um novo filme era lançado, este uma produção feita diretamente para a TV – produzida pela mesma Fox Family e Saban Entertainment. Na produção de 1998 intitulada O Retorno da Família Addams (Addams Family Reunion), Daryl Hannah assumia as formas de Morticia e Tim Curry dava vida à Gomez.

Novo filme

Desde o final da década de 1990 fora das grandes mídias, A Família Addams ensaia este ano um retorno triunfal. Pela primeira vez na forma de animação em 3D lançada nos cinemas, o novo longa-metragem da incomum família traz os traços originais do cartoon de Charles Addams em novo formato. Com as vozes de Charlize Theron como Morticia, Oscar Isaac como Gomez e Chloe Grace Moretz como Wandinha, o novo filme da Família Addams é produzido pela MGM e Universal e chega aos cinemas mundiais bem a tempo para o Halloween. Ah, e mal foi lançado nos EUA, o longa animado já garantiu sua continuação para 2021. Ao que parece os Addams voltaram com tudo e para ficar!



COMENTÁRIOS