Já faz mais de um ano desde o lançamento de ‘Coringa‘, e a aclamada adaptação estrelada por Joaquin Phoenix ganhou mais um fã… Ninguém menos que Quentin Tarantino.

Quando se trata de Tarantino, o cineasta não tem medo de falar mal de algumas produções, mas até ele se rendeu ao filme.

Durante uma entrevista para o Collider, ele disse que a cena em que Arthur (Phoenix) atira em Murray Franklin (Robert De Niro) foi brilhante de tão angustiante.

“A sequência do talk show é revolucionária e angustiante… Quando Arthur faz seu monólogo, você sente toda a atmosfera do estúdio se transformando em um momento de tensão. Eu estava conversando com Edgar Wright (cineasta) e falamos sobre isso por um bom tempo.”



Ele continuou:

“Eu fiquei analisando o quão profundo foi esse momento, porque não é apenas uma cena cheia de suspense, não é apenas fascinante e emocionante, Todd [Phillips] subverte o público porque o Coringa é um louco. Acho que até o público estava torcendo para ele matar Robert De Niro porque as palavras que ele diz são persuasivas, as pessoas acabam concordando com ele. O público anseia para que ele pegue aquela arma e estoure a cabeça do apresentador.”

Aproveite para assistir:

Tarantino ainda disse que se o Coringa não matasse Murray Franklin, o público ficaria decepcionado:

“Eu acho que se o Coringa não o matasse, as pessoas ficariam p*t#s da vida. Bom, eu ficaria. Você não? Isso é que é subverter as coisas. Nos fizeram pensar como um lunático homicida.”



Você concorda com ele?

Relembre a cena:

Lançado em 2019, ‘Coringa‘ recebeu críticas mistas e teve apenas 68% de aprovação no Rotten Tomatoes. 

Mesmo assim, foi indicado ao Oscar de Melhor Filme em 2020 e arrecadou US$ 1,074 bilhão pelo mundo, a partir de um orçamento de US$ 70 milhões.

Confira nossa crítica:



Comentários

Não deixe de assistir: