'Crimes em Happytime' fracassa nas bilheterias em seu primeiro fim de semana

'Crimes em Happytime' fracassa nas bilheterias em seu primeiro fim de semana


Além de ter tido o pior dia de estreia na carreira da atriz Meulissa McCarthy, a comédia ‘Crimes em Happytime’ teve um péssimo desempenho no fim de semana, faturando apenas US$ 10 milhões em seus três primeiros dias nos cinemas.

Segundo o Box Office Mojo, a produção já caminha para o fracasso, ainda que seu orçamento tenha sido moderado, equivalente a US$ 40 milhões. A afirmação considera que o primeiro fim de semana nas telonas é determinante para o desempenho ao longo dos próximos dias.

Com um pífio interesse da audiência na sua estreia, a expectativa é que a arrecadação caia ainda mais nas próximas semanas, confirmando o fracasso previsto.

'Crimes em Happytime'  amargou meros 22% de aprovação no Rotten Tomatoes, a produção tem sido alvo de duras críticas, que afirmam que além de ser entediante, o filme não convence com seu humor repetitivo, “de uma piada só”.



As avaliações vão ainda mais longe e questionam o interesse das atrizes McCarthy, Maya Rudolph e Elizabeth Banks, três mulheres que estão no auge de suas carreiras.

E para você se preparar para o que vem por aí, separamos as principais críticas da imprensa norte-americana.

Pondere se vale a pena assistir a produção e prepare-se para a estreia, em 06 de setembro!

Confira:

“‘Crimes em Happytime’ é um filme de uma piada só, menos uma piada”. - Michael Phillips, Chicago Tribune

“Guiado por clichês, uma chatisse sem graça, que desperdiça a protagonista Melissa McCarthy e seus talentos cômicos prodígios e esmaga um território bem percorrido com uma marreta”. - Johnny Oleksinski, New York Post

“‘Crimes em Happytime’ não está tão interessado em imergi-lo em um mundo de comédia tanto quanto está interessado em mostrar seus fantoches fazendo as coisas mais ultrajes que você jamais veria ou ouviria falar que fantoches fariam em um filme”. - Glenn Kenny, RogerEbert.com

“E o que Maya Rudolph - que interpreta uma secretária humana chamada Bubbles - e Elizabeth Banks estão fazendo nisso? Chamar de erro seria gentil demais”. - Joshua Rothkopf, Time Out

“Algumas ideias moderadamente divertidas não deveriam se transformar em filmes e ‘Crimes em Happytime’ é uma vítima disso”. - Katie Walsh, Tribune News Service

“Com ‘Uma Cilada Para Roger Rabbit’, Robert Zemeckis aspirou uma Chinatown em desenho. Com o seu próprio noir de Los Angeles que quebra o gênero, Henson parece estar apenas querendo chegar tão alto como algumas cenas sem graça da franquia ‘Corra que a Polícia Vem Aí”. - Alan Scherstuhl, Village Voice

 





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c