Inerente ao tempo, o gênero de mistério tem sido parte do imaginário cultural desde os tempos remotos, mas foi nas mãos de Agatha Christie que o formato se expandiu e se consagrou universalmente. E tornando a década de 20 a Era de Ouro deste estilo literário, ela foi a responsável por criar um movimento POP, ainda no passado, que na pandemia atingiria o seu inacreditável epicentro.


E a mais recente série original da Apple TV+, Depois da Festa, é fruto dessa antiga-nova sensação que o mistério se tornou ao redor do mundo. Entre amantes de documentários true crime (alô assinantes da Netflix!) e aficionados por podcasts criminais (ouvintes de Projeto Humanos: O Caso Evandro entenderão), existe uma vertente cada vez mais emergente de apaixonados por histórias dessa natureza. E Chris Miller chega aqui como uma voz criativa que traz cor aos anseios dessa audiência, entregando uma produção que não apenas é uma ode aos contos de Christie, como também já se torna uma das mais originais dos últimos anos.

Seguindo a mesma escolha criativa de Only Murders in The Building, que une o mistério à comédia, Miller faz de Depois da Festa uma experiência extremamente original e prazerosa. Não se atendo apenas a dois únicos gêneros narrativos, ele transforma a produção em um experimento cultural surpreendente, que abrange os principais formatos cinematográficos em roteiros episódicos incríveis. Com capítulos de pouco mais de 30 minutos de duração (exceto o piloto), a série explora uma after party após a festa de reencontro de uma turma do Ensino Médio. Ali, o ex-aluno mais rejeitado no passado – que agora é um astro da música -, é assassinado em sua própria casa. O assassino? Só pode ser um de seus colegas.


Aproveite para assistir:



A caçada pelo criminoso ganha um gosto diferenciado quando a comediante Tiffany Haddish assume o papel de delegada do caso, conduzindo todos os depoimentos prestados pelos convidados principais da festa com seu perfil mais afiado e – ainda bem – distante das suas caricaturas anteriores. E aqui, a personalidade dos protagonistas, suas expectativas e suas percepções dos fatos conduzem os roteiros de cada capítulo, transformando os relatos em pequenos filmes que abrangem do gênero de ação a até mesmo a animação.

E com um elenco poderoso composto ainda por Dave Franco, Sam Richardson, Ben Schwartz, Zoe Chao, Ike Barinholtz e Ilana Glazer, Depois da Festa é um acerto em sua totalidade. Entre o dinamismo dos personagens e um mistério que nos mantém atentos a todo minuto, a série da Apple nos absorve com maestria, não nos furtando de um digno desfecho. Com ritmo acelerado e um excelente desenvolvimento dos seus protagonistas, a série envolve os fãs em suas especulações, desperta teorias e foge do óbvio, entregando originalidade a cada novo episódio. E com sua segunda temporada já confirmada, Depois da Festa caminha para ser a nova antologia favorita das telinhas, com outros contos criminais a caminho, mas sempre mantendo aquele elo de conexão que possui uma presença irremediável: Tiffany Haddish, é claro.

Não deixe de assistir: