Jovens à flor da pele, entorpecidos por uma atmosfera hedonista e nada controlada foram a combinação explosiva que eclodiu em um dos momentos mais estarrecedores da cultura POP. Originalmente conhecido por ser um símbolo sociopolítico tão emblemático, o festival de música Woodstock viu parte de sua história definhar nos idos dos anos 90, em duas edições problemáticas e mal organizadas.


Em 1999, o que prometia ser um manifesto contra a cultura armamentista e um tributo às vítimas do tiroteio da escola Columbine se transformou em uma completa zona de guerra, tomada por uma extensão de motins, saqueamentos e as mais diversas atrocidades que o ser humano em seu estado animalesco é capaz de fazer. A barbárie do famigerado festival é o foco da minissérie documental Grandes Fracassos: Woodstock 99, que convida a audiência para um denso e impressionante estudo de caso.

Seguindo uma abordagem semelhante a do amado documentário Fyre Festival: Fiasco no Caribe, também original Netflix, a série dirigida por Jamie Crawford é uma espécie de epifania dos horrores. Ao longo de três episódios, a produção pondera a respeito de todos os elementos socioculturais e estratégicos que tornaram o Woodstock em uma inesperada e assustadora experiência no auge de 1999.


Com um leque vasto de material fonte que inclui coberturas jornalísticas, vídeos caseiros feitos por frequentadores e registros nostálgicos dos principais shows, Grandes Fracassos: Woodstock 99 é uma viagem ao passado que ainda explora todo o zeitgeist da juventude noventista, fã do grunge, new metal e hardcore – e que cresceu sob a influência e a ascensão da MTV. E entre takes que revisitam as performances de bandas como Korn, The Offspring, Red Hot Chilli Peppers e Bush, somos apresentados a uma visão mais densa e completa do que de fato incendiou o espírito do público, levando-no aos seus limites físicos e psicológicos.

Aproveite para assistir:



Com uma rica coletânea de entrevistas, que incluem os vocalistas do Korn e do Bush, Fatboy Slim, Jewel e até mesmo o criador do evento – Michael Lang, a minissérie é um deleite para os curiosos e um programa necessário para os fãs de cultura POP. Trazendo uma perspectiva analítica sobre um dos momentos mais chocantes do entretenimento, Grandes Fracassos: Woodstock 99 responde quase todas as perguntas que ainda pairam no ar e é uma prazerosa espiral no tempo que nos lembra quão caóticos foram os anos 90.

Não deixe de assistir: