Lançado em 2016, ‘O Homem nas Trevas‘ foi um filme extremamente inovador que conquistou a crítica e o público ao trazer uma história sem mocinhos, apenas vilões digladiando em uma casa com um homem cego que era ainda mais vilanesco que os assaltantes. Assim como ‘Um Lugar Silencioso‘ brincava com o som para assustar, ‘O Homem nas Trevas‘ fazia o mesmo com truques de iluminação – afinal, o protagonista era cego.

O terror arrecadou US$ 157,8 milhões mundialmente, com um orçamento de apenas US$ 9 milhões. Com o sucesso, não era de se duvidar que a produção ganhasse sequência, mesmo sem ter muitos caminhos para seguir com a história.

A boa notícia é que os roteiristas Fede Alvarez e Rodo Sayagues tiveram uma ideia bastante inovadora para a sequência: transformar o Homem Cego no protagonista e desenvolver um novo lado do personagem, que agora tem até nome.



A sequência se passa anos após a invasão inicial e mortal de sua casa. Descobrimos que o Homem Cego se chama Norman Nordstrom (Stephen Lang), e ele cuida de uma garotinha da melhor maneira que ele consegue – treinando para que ela seja praticamente uma guerreira. Tudo aparentemente está correndo bem, até que um novo grupo decide entrar em sua casa e sequestrar sua filha.

Os momentos de tensão do primeiro filme continuam fortes na sequência, com cenas extremamente fortes de violência gráfica. Uma cena em específico, envolvendo supercola, deve tirar o sono de muitos espectadores por alguns dias.

Aproveite para assistir:

Mas nem tudo são flores. O talentoso Fede Alvarez (‘A Morte do Demônio’), que dirigiu o primeiro filme, passou o bastão para seu colaborador de longa data Rodo Sayagues – que não tem o mesmo talento. Apesar de criar ótimas cenas de suspense, Sayagues não consegue usar a iluminação a seu favor para assustar a audiência, como Fede fez no primeiro filme. Com isso ainda temos uma ótima sequência, mas aquém do original.



Se a direção não é tão primorosa, o elenco dá conta do trabalho e entrega atuações brilhantes. Stephen Lang está ainda mais espetacular como o protagonista, desenvolvendo as várias camadas do personagem tão misterioso. É interessante acompanhar outro lado de Norman, apesar de sabermos que isso não isenta o que ele fez no primeiro filme.

Quem rouba a cena é a garotinha Madelyn Grace, que interpreta a Phoenix. Sua personagem é o grande destaque da trama e a atriz consegue entregar uma atuação poderosa e extremamente dramática.

O Homem nas Trevas 2‘ ainda traz uma reviravolta chocante no meio do filme, que deve pegar o expectador de surpresa. É um filme para quem gosta de terror e cenas violentas, e apesar de não ser tão bom quanto o primeiro, não fica muito atrás na qualidade. As cenas de combate e o suspense vão te deixar tenso do início ao fim.



Comentários

Não deixe de assistir: