Durante uma longa entrevista para o The Hollywood Reporter, o diretor e roteirista David S. Goyer falou sobre os principais trabalhos de sua carreira em Hollywood.

Um dos assuntos foi sua polêmica briga com Wesley Snipes nos bastidores de ‘Blade: Trinity’, quando ele foi agredido pelo ator.

O desentendimento entre os artistas foi revelado pela primeira vez em 2012, quando o ator Patton Oswalt comentou sobre as tensões por trás das câmeras na época das gravações.

Na ocasião, Oswalt disse que:



Wesley não saía de seu camarim e só queria saber de fumar maconha o dia todo. Ele ficou muito irritado quando viu um figurante negro usando uma camiseta estampada com a palavra garbage (lixo, em inglês). Wesley partiu para cima de Goyer e tentou enforcá-lo enquanto gritava: ‘Só tem eu e um outro cara negro no filme e você o faz vestir uma camisa que diz ‘lixo’? Seu filho da p#t*, seu racista!’. E ele tentou estrangular o diretor”.

Goyer resolveu quebrar o silêncio sobre a agressão e confirmou o ocorrido, mas foi sutil para não agravar ainda mais a situação.

Aproveite para assistir:

“Eu tenho um enorme respeito por Wesley como ator. Ele era um amigo, mas não somos mais amigos agora. Sou amigo de Patton e trabalho com ele desde então… Acho que nenhuma pessoa envolvida naquele filme teve uma boa experiência nos bastidores. Disso eu tenho certeza. Não acho que ninguém envolvido na sequência esteja feliz com os resultados. Foi uma produção muito torturante.”

Em novembro do ano passado, Snipes negou a acusação durante uma entrevista ao The Guardian e disse que vem sofrendo uma perseguição desde a acusação.



“Se eu tivesse tentado enforcar David S. Goyer, você provavelmente não estaria falando comigo agora. Um negro com músculos estrangulando o diretor de um filme vai para a cadeia, isso eu posso garantir. Eu fui para a cadeia por enforcá-lo? Isso nunca aconteceu.”

Ele acrescentou:

“Por que as pessoas acreditam na história desse cara? Me responda. Isso é parte dos desafios que nós, negros, enfrentamos aqui na América – essas falas acusações e calúnias. Quando um branco faz uma afirmação dessa, logo essa acusação considerada verdadeira. Por que as pessoas acreditariam que a minha versão é a verdadeira? Elas estão predispostas a acreditar que os negros são sempre o problema.”

Lembrando que o próximo trabalho de Goyer é a série Fundação‘, aguardada adaptação da Apple TV+ baseada no romance escrito por Isaac Asimov em em 1942.

Criada por GoyerJosh Friedman, a série gira em torno de um grupo de exilados que parte em uma jornada monumental para salvar a humanidade e reconstruir a civilização após a queda do Império Galáctico.

A estreia acontece em 24 de setembro.

Confira o teaser:



Quando o revolucionário Dr. Hari Seldon prevê a queda iminente do Império, ele e um grupo de seguidores leais se aventuram nos confins da galáxia para estabelecer a Fundação em uma tentativa de reconstruir e preservar o futuro da civilização. Enfurecidos pelas alegações de Hari, os governantes Cleons — uma longa linhagem de clones imperadores — temem que seu domínio sobre a galáxia possa estar enfraquecendo, pois são forçados a contar com a realidade potencial de perder seu legado para sempre.

O elenco conta com Jared Harris como Hari Seldon, Lee Pace como Brother Day, Lou Llobell como Gaal, Leah Harvey como Salvor, Laura Birn como Demerzel, Terrence Mann como Brother Dusk e Cassian Bilton como Brother Dawn.

Comentários

Não deixe de assistir: