‘Lara Croft: Tomb Raider’ tornou-se uma franquia de games com sucesso massivo – e não demorou muito até que a narrativa fosse transferida para os cinemas.

O primeiro filme foi lançado em 2001 e trouxe Angelina Jolie no papel titular. Jan de Bont, conhecido por suas incursões no gênero de ação (como Velocidade Máxima‘Twister’) comandou o projeto e voltou para a sequência – mas o fracasso comercial e crítico do segundo capítulo o fizeram se afastar de futuros blockbusters.

Em entrevista ao Uproxx, o realizador disse que não teve uma boa experiência com a continuação da saga, ‘Lara Croft: Tomb Raider – A Origem da Vida’, lançado em 2003.

“Não foi uma boa experiência. Mais pelo fato do estúdio realmente interferir [no filme] de certa maneira. E o fato é que os criadores do jogo também estavam envolvidos. E eles nunca me disseram que também teriam voto na história. De repente, todas essas mudanças estavam acontecendo, quem deveria ser o que e qual seria o elenco. E, então, se tornou uma grande cena. Tudo era motivo de discussão. No primeiro dia de filmagens, na Grécia, recebemos uma ligação: ‘gostaríamos de parabenizar pelo primeiro dia. E, falando nisso, teremos que cortas US$12 milhões do orçamento’. No primeiro dia! Hoje, 12 milhões de dólares são quatro cenas”.



O fracasso e a decepção de não ter controle da própria obra fizeram com que De Bont se afastasse de grandes projetos.

“Há filmes em que eu queria trabalhar e, infelizmente, eles não foram feitos. Nenhum deles. Eu disse: ‘espere um pouco, isso é muito trabalho? Isso é muito difícil’. Eu sentia como se não fosse algo tradicional, onde os estúdios se apossavam de uma parte muito maior do filme. E se tornou… Não vale a pena. Sabe?”.

Aproveite para assistir:

O diretor também comentou sobre um momento específico em que recebeu uma ligação durante a qual disseram que não haviam gostado dos botões na camisa de um dos personagens.

“Eles não gostaram dos botões em uma camiseta! Eu ainda me lembro, eu recebi uma ligação: ‘Não gostei dos botões’. Eu nem me lembro disso. Qual era o nome do cara? O protagonista masculino? Cara, eu esqueci o nome dele. Mas então eu disse: ‘espere, você está me ligando porque não gostou dos botões?’. Aquilo foi absurdo. De verdade.”



Apesar da arrecadação sólida do primeiro filme, a sequência foi massacrada pela crítica e fez pouco mais de US$160 milhões nas bilheterias mundiais.

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: