Através de um comunicado divulgado pelo The Wrap, a Disney anunciou que pretende demitir pelo 32.000 funcionários durante o primeiro semestre de 2021.

Grande parte das demissões será por conta do impacto da pandemia nos parques temáticos do estúdio.

Para quem não sabe, os parques da Califórnia permanecem fechados por tempo indeterminado e os da Flórida tiveram sua frequência drasticamente reduzidas para evitar contágios da doença.

Parte do comunicado diz que:



“Devido ao clima atual, incluindo os impactos do COVID-19 e as mudanças no ambiente no qual estamos operando, a Disney gerou eficiência em seu quadro de funcionários, incluindo a limitação de contratações para funções críticas, licenças e reduções na força de trabalho. No entanto, não vemos outra saída a não ser encerrar cerca de 32.000 contratos trabalhistas em nossos parques e eventos experimentais durante a primeira metade do ano fiscal de 2021.”

Em setembro, o presidente da Disney Parks, Jos D’Amaro já havia adiantado que aproximadamente 28.000 funcionários seriam demitidos, mas o número foi atualizado por conta do déficit causado pelas paralisações da pandemia.

Aproveite para assistir:

No entanto, o executivo deixou claro que pretende recontratar o maior número possível de empregados quando a Disney se recuperar da queda.

“Nos últimos meses, fomos forçados a fazer uma série de ajustes necessários. Por mais difícil que seja essa decisão hoje, acreditamos que as medidas que estamos tomando nos permitirão emergir com mais eficiência quando tudo voltar ao normal. Nossos funcionários sempre foram a chave para nosso sucesso, desempenhando um papel valioso e importante na entrega de uma experiência de classe mundial, e estamos ansiosos para fornecer oportunidades para que eles retornem futuramente.”



COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: