Em uma polêmica entrevista à New York Magazine , o diretor Joss Whedon descreveu o suposto incidente com Gal Gadot como um “mal-entendido”.

A estrela da ‘Mulher-Maravilha‘ trabalhou com Whedon quando ele substituiu Zack Snyder como diretor do filme ‘Liga da Justiça‘, e denunciou ele por comportamento abusivo quando ela se recusou a fazer uma cena e ele ameaçou sua carreira..

“Eu não ameaço as pessoas. Quem faz isso? Inglês não é a primeira língua dela, e eu costumo ser irritantemente floreado em meu discurso. Então me disseram que eu havia dito algo sobre ela, e é mentira”, afirmou.

Gadot revelou que Whedon tentou obrigá-la a gravar uma cena em que o personagem Flash caia sobre o seu corpo de forma um tanto intimista e invasiva. Ela se recusou a fazer a tomada em questão, o que fez com o que o diretor ameaçasse sua carreira, afirmando que a tornaria “miserável”. O cineasta ainda teria ameaçado a atriz, caso ela reclamasse sobre o seu incidente com ele. 



 Sobre as declarações de Ray Fisher, Whedon insiste que ele não estava sozinho em pensar que a atuação do ator como o Ciborgue era fraca, por isso ele cortou grande parte das cenas do personagem.

Aproveite para assistir:

“Estamos falando de um ator ruim em ambos os sentidos”, continua. 

Ele também culpou os fãs de Zack Snyder por toda a reação que recebeu.

“Não sei quem começou [a campanha de ódio online]. Só sei em nome de quem [Zack Snyder] foi feita.”.



Whedon credita o momento em que o diretor e sua ex-esposa publicaram uma carta mordaz sobre ele como a criação da tempestade perfeita de vingança na Internet:

“O início da internet me levantou, e a internet moderna me derrubou”, diz Whedon. “A simetria perfeita não está perdida em mim.”

fontes ligadas à Warner Bros disseram que Joss Whedon ameaçou a carreira de Gal Gadot quando ele substituiu Zack Snyder como diretor de ‘Liga da Justiça’.

E, durante uma entrevista para o site israelense Mako, a intérprete de Diana Prince/Mulher-Maravilha confirmou a polêmica.

Tudo aconteceu quando Gadot se irritou com as alterações que Whedon fez no papel da Mulher-Maravilha na adaptação, diminuindo seu heroísmo e promovendo uma exagerada sexualização sobre ela.



A declaração foi divulgada por um usuário do Reddit, na qual Gadot diz:

Joss Whedon me disse que faria de tudo para acabar com a minha carreira se eu fizesse algo [para mudar seus planos], ele me disse diretamente que iria garantir que minha imagem seria ridicularizada.”

Confira:

Após o lançamento do Snyder Cut, ficou claro que Diana Prince tem um papel fundamental na nova versão do filme, unindo e os heróis e inspirando-os com sua força e determinação.



No entanto, a versão de 2017 a reduz a um mero símbolo sexual e ofusca toda a construção que a personagem ganhou em seu filme solo, dirigido por Patty Jenkins.

Gadot fez sérias críticas ao papel da Amazona, que chega a ser ridicularizada em uma cena em que o Flash (Ezra Miller) cai em cima de seus seios e ela também é destacada em várias cenas que se aproveitam de seu corpo.

Não deixe de assistir: