O caso Johnny Depp/Amber Heard parece estar longe de acabar e, agora, mais dois nomes foram convocados para depor em tribunal.

Segundo o Deadline, o magnata Elon Musk e o ator James Franco foram chamados como testemunhas depois de Depp acusar a ex-esposa de ter casos extraconjugais com ambos os homens. Além disso, o próximo capítulo do julgamento deve tornar público a comunicação privada de Heard e Depp com algumas das pessoas mais poderosas e conhecidas do cenário do entretenimento, incluindo Jason MomoaJames WanZack SnyderBryan Lourd.

Depp abriu um processo contra Heard de US$50 milhões, alegando difamação depois de um artigo que ela escreveu sobre violência doméstica ao The Washington Post em 2018. Quando abriu o processo, ele declarou que a “Srta. Heard não é vítima de abuso doméstico, e sim a autora”.

Recentemente, Depp comentou sobre a cultura do cancelamento, dizendo que está sendo perseguido pela mídia e por anônimos fanáticos.


De acordo com o Deadline, o episódio em questão aconteceu durante uma coletiva de imprensa no Festival de Cinema de San Sebastian, quando Depp foi homenageado e questionado sobre o assunto.

Aproveite para assistir:



“Essa cultura do cancelamento nada mais é que um desejo instantâneo que as pessoas têm de julgar os outros. Isso está tão fora de controle agora que posso garantir que ninguém está seguro. Nenhum de vocês, basta um deslize, uma frase mal interpretada…”, disse ele. “Seu tapete será puxado com você junto. Não foi só comigo que isso aconteceu, aconteceu com muitas pessoas. Esse tipo de coisa aconteceu com mulheres, homens. Infelizmente, a certa altura, uma pessoa acha é normal agir dessa forma. Até que ela seja a cancelada da vez.”

Ele ainda finalizou com uma frase motivadora:

“Quando há uma injustiça, seja contra você ou alguém que você ama, ou alguém em quem você acredita – levante-se e se defenda, não fique calado.”


Antes disso, Depp afirmou ao The Times que estava sendo boicotado por Hollywood e disse que lutará para se manter na indústria.

Para o ator, sua luta será para honrar o apoio e a fidelidade de seus fãs, que ele mesmo diz ser seus “verdadeiros patrões”.

“Eles [os fãs] sempre foram meus patrões. Eles são todos os nossos empregadores. Eles compram os ingressos, os produtos. Eles enriqueceram todos aqueles estúdios, mas aquelas pessoas se esqueceram disso há muito tempo. Mas eu definitivamente não me esqueci. E estou orgulhoso dessas pessoas, por causa do que estão tentando dizer, que é dizer a verdade. A verdade que eles estão tentando divulgar, já que os veículos mais convencionais não o fazem. É uma longa estrada que às vezes fica difícil. Às vezes é  simplesmente estúpido. Mas eles continuaram andando comigo e é por eles que lutarei. Sempre, até o fim. Independente de qual luta for.”

Não deixe de assistir: