Especial ‘Vingadores: Guerra Infinita’ | Homem-Formiga

Especial ‘Vingadores: Guerra Infinita’ | Homem-Formiga


A Franquia de hoje é a mais descompromissada e divertida de toda a Marvel. Você não precisa ter visto nenhum filme dos Vingadores ou de qualquer outro herói para entender o arco do ex-presidiário que acaba virando um super-herói para ficar perto da filha. A história é fechadinha e o humor é de primeira. Com efeitos visuais de tirar o fôlego, Homem-Formiga caminha para sua sequência, que será lançada em julho e terá a presença da Vespa.
Com presença – quase – confirmada em Guerra Infinita, Homem-Formiga teve bastidores conturbados, mas divertidos. Confira nossas curiosidades!

Homem Formiga:

Forçado a sair de sua própria empresa, Dr. Hank Pym transforma um talentoso ladrão em Homem-Formiga para impedir que seu antigo pupilo consiga replicar a fórmula da roupa que dá o poder do encolhimento, força sobre-humana e a capacidade de controlar um exército de formigas.

  • Formiga Selvagem



Uma das vantagens de estar num longa da Marvel é poder contracenar com alguns dos maiores nomes da história do entretenimento. Quando Paul Rudd entrou no filme, ele teve a chance de dividir tela com Garrett Morris e o Oscarizado Michael Douglas.
Um dos ícones do cinema de sua geração, Michael tem um papel em Instinto Selvagem. O filme de 1992 ficou famoso pela cruzada de pernas mais reveladora de todos os tempos.
No filme, há uma cena em que o Detetive Nick Curran (Michael Douglas) conversa com Catherine Tramell (Sharon Stone). Eis que ela cruza as pernas e revela sua “preciosa”. Isso causou muita polêmica na época e chegou até a afetar a carreira da atriz de forma negativa.
Bem, qual o motivo de estarmos falando isso? Acontece que há uma cena em Homem-Formiga na qual Michael e Paul estão conversando em cadeiras, um de frente pro outro, tal qual em Instinto Selvagem. Provando ser um fã (meio doentio) de cinema, Paul Rudd ficou cruzando as pernas o tempo inteiro, deixando Michael desconfortável. Até a hora em que ele explodiu e chamou Rudd de pervertido.

  • Divergências Criativas

Edgar Wright entrou no projeto Homem-Formiga em 2003. Durante toda a Fase Um da Marvel as pessoas perguntavam se o filme sairia ou não. Em 2013, ele foi anunciado para abrir a Fase Três. Depois de um tempinho, Edgar chocou a todos ao anunciar sua saída da direção.
Como alguém envolvido em um trabalho por mais de uma década desiste dele a poucos dias do início da produção? A resposta é a simples e recorrente “Divergência Criativa”. Os executivos da Marvel não queriam Hank Pym como protagonista. O passado obscuro do personagem, que passou por vários problemas psicológicos e até agrediu a própria esposa, seria um empecilho para tê-lo nos cinemas. Outro fator é a presença de Vingadores no filme. O diretor não quis acatar os pedidos de seus superiores, então pediu para sair.

  • Debandada

Não há um filme na Marvel com tantas desistências quanto Homem-Formiga. Além do diretor Edgar Wright, outros nomes abandonaram a produção. As ausências mais sentidas foram Jessica Chastain (Vespa), substituída por Evangeline Lilly, Patrick Wilson (Paxton), substituído por Bobby Cannavale, Steve Buscemi (Hank Pym), trocado por Michael Douglas, Kevin Weisman e Matt Gerald. A dupla teve seus personagens – não revelados – cortados do filme e acabaram sendo escalados em séries da empresa.

  • Apoio Familiar

Se você tem acompanhado nossos especiais, deve saber que vários atores e atrizes entraram para a Marvel por influência de seus filhos e netos, o que é o caso de Cate Blanchett, Robert Redford, Djimon Hounsou e Michael Douglas. Esse último interpreta Hank Pym, o Homem-Formiga original.
Sua justificativa para entrar no UCM era estar em um filme do estúdio para que seus netos pudessem enfim vê-lo trabalhando (considerando que ele é famoso por fazer filmes para maiores de 16).
Mas nenhum caso se equipara ao de Paul Rudd, que foi comemorar a escalação para o papel com seu filho e ouviu um sonoro: “Mal posso esperar para ver o quão estúpido [esse filme] vai ser!”. Apoio é tudo!

  • Doutor Estranho

Lançado em 2016, Doutor Estranho agradou muita gente, mas decepcionou a alguns pela falta de originalidade. Tenha você gostado ou não do filme, um aspecto inegável é o primor de seus efeitos visuais.
Uma das sequências que mais maravilha e chama a atenção é a viagem de Strange (Benedict Cumberbatch) pelos vários planos e dimensões existentes.

Um deles, entretanto, fez sua estreia em Homem-Formiga: o Reino Quântico.

No final de seu filme solo, Scott Lang (Paul Rudd) começa a encolher descontroladamente até entrar numa realidade estranha. Nela, vê-se de relance a silhueta da Vespa original, dando indícios da trama da continuação. Um ano depois, o Doutor Estranho aparece nela em uma das cenas mais psicodélicas dos blockbusters do século XXI.

 

Os Vingadores: Guerra Infinita estreia em 26 de abril de 2018





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c