Recentemente, indicamos alguns filmes de terror disponíveis na rede Telecine e no Telecine Play. A lista contou com obras de sucesso do gênero, mas que talvez nem todos tenham assistido. Já esta nova lista é ainda mais específica, e garantida de contar com filmes que a grande maioria não conhece. São produções mais independentes, que costumam ficar fora do radar do grande público, e muitas que sequer foram lançadas nos cinemas daqui. Então esta é uma oportunidade mais que ideal de conferi-las.

Sem mais delongas, vem conhecer estes filmes de terror obscuros, disponíveis na grade do Telecine, que o CinePOP separou para você durante esta reclusão social.

Anna e o Apocalipse

Sucesso nas redes sociais, este “terrir” foi definido como uma mistura de Todo Mundo Quase Morto (Shaun of the Dead, 2004) com La La Land (2016). Deu para sentir o drama, né. Um dos filmes recentes mais curiosos e que despertou grande interesse dos aficionados pelo gênero desde a estreia de seu trailer (aqui no CinePOP os fãs ficaram em polvorosa), esta é uma produção britânica que apresenta um apocalipse zumbi diferente de tudo que você já viu. O que a esta altura se mostra um desafio. Com originalidade, o filme se passa no natal e mistura musical à sua narrativa. Quantos outros musicais de zumbi você já viu?

Upgrade

Antes desta epidemia de coronavírus, quando os cinemas ainda estavam abertos, foi lançado um filme de terror que se tornou sucesso de crítica e bilheteria. Este filme atende pelo título O Homem Invisível. E por que eu estou falando dele, você pergunta. É simples, acontece que ele foi escrito e dirigido pelo mesmo Leigh Whannell que ocupa ambas funções neste terror também. Ou seja, se você gostou do filme com Elisabeth Moss, ou apenas ouviu falar bem dele, não perca tempo para conferir esta obra elogiada igualmente. Aqui o foco é na tecnologia que domina nossas vidas, tendo como protagonista um sujeito avesso a ela.

Mandy: Sede de Vingança

10 filmes de terror no Amazon Prime Video para fugir dos problemas…

Aproveite para assistir:

10 Séries de Comédia para Maratonar nas Próximas Semanas

O que aconteceu com o astro Nicolas Cage? Bem, ele trabalha mais do que nunca, lançando diversas produções – a maioria caindo direto no mercado de vídeo aqui no Brasil. Nem todas são satisfatórias, mas Mandy é um de seus projetos mais elogiados em anos recentes. Um filme extremamente estiloso em seu design e visual, passado na década de 1980 (e o que mais?) Mandy traz Andrea Riseborough no papel da personagem título, esposa de Cage. O casal vive uma vida feliz, isolado numa casa na floresta, quando a mulher é sequestrada por um culto satanista, cabendo ao marido dar início à sua sede de vingança. Mandy é uma viagem de ácido, completamente alucinógena.

Vingança

Por falar em vingança, aqui temos a retribuição definitiva de uma mulher, digna de A Vingança de Jennifer – clássico do gênero. Jen (Matilda Lutz) é a amante de um ricaço, que viaja para uma casa de veraneio no deserto ao lado de dois amigos a fim de caçarem. As coisas saem do controle, e logo a mulher se vê vítima destes imbecis armados. Porém, a caça se torna a caçadora, virando o jogo pra cima destes homens tóxicos. Esta obra com forte texto feminista é escrita e dirigida pela cineasta Coralie Fargeat, dona de grande estilo narrativo e técnico.

O Último Suspiro

Produção de terror, ficção e suspense francesa, o longa é protagonizado por Romain Duris, um dos grandes nomes do cinema do país. Ao lado do ator, a Bondgirl Olga Kurylenko, diagnosticada recentemente com coronavírus. O filme fez parte da programação do Festival Varilux, festival brasileiro destinado a produções francesas. Na trama, um gás mortal – no melhor estilo Fog, a Bruma Assassina (1980) – toma as ruas de Paris, fazendo algumas pessoas lutarem por sobrevivência da maneira que podem, se isolando em suas casas e evitando as ruas. Soa familiar?

Demência 13

Remake de um dos primeiros filmes da carreira do grande Francis Ford Coppola, a produção original foi lançada em 1963, produzida por Roger Corman, com muitos elementos que homenageiam clássicos da época, como os filmes de Alfred Hitchcock por exemplo. Na trama da refilmagem – que mantém a história original – golpistas de uma família tentam roubar a fortuna herdada por uma matriarca, ao mesmo tempo em que um assassino misterioso, portando um machado, faz vítimas nas redondezas.

Parque do Inferno

Herdeiro de Pague para Entrar, Reze para Sair (1981), aqui também temos um terror passado num parque de diversões. O rosto mais conhecido do elenco de possíveis vítimas é o de Bex Taylor-Klaus, conhecida pelo papel de Audrey na série de TV Pânico, baseada no filme homônimo. Na trama deste exemplar recente de slasher, um assassino mascarado segue um grupo de jovens dentro de um parque de diversões com temática de halloween – local onde grande parte do público se encontra fantasiado.

Bônus:

Casamento Sangrento

Sucesso surpresa nos EUA, este longa chega ao Brasil sem antes passar por nossos cinemas. Protagonizado pela nova atriz sensação do gênero, Samara Weaving, de A Babá (terror da Netflix), a trama apresenta um verdadeiro jogo mortal. Weaving protagoniza na pele de uma jovem que acaba de se casar e não poderia estar vivendo dia mais feliz em sua vida. Mas na mesma noite do casamento, a família de seu marido a obriga a participar de uma brincadeira verdadeiramente doentia, e agora ela precisará reunir forças para sobreviver e dar o troco. Casamento Sangrento funciona como sátira do que fazemos para agradar certos parentes inconvenientes e ser aceito pelos sogros – já que um dos gêneros que utiliza é a comédia. O filme em breve chegará na rede Telecine.

15 Séries da Netflix Para Maratonar

15 Séries da Globoplay Para Você Maratonar

15 Séries da Amazon Prime Para Maratonar neste mês

10 reality shows insanos pra você que amou The Circle e Casamento às Cegas

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE