A Voz Suprema do Blues foi o último trabalho do icônico Chadwick Boseman, antes de seu falecimento. E sua performance lhe rendeu um Globo de Ouro póstumo na noite do último domingo (28).

E a sua esposa, Taylor Simone Ledward, aceitou a estatueta em seu nome e fez um poderoso discurso, ponderando a respeito do que Boseman falaria na ocasião, caso ainda estivesse entre nós.

Em sua poderosa e emocionada fala, ela ainda encorajou a todos a valorizarem o tempo que possuem ao lado dos entes queridos:



“Ele agradeceria a Deus. Ele agradeceria aos pais. Ele agradeceria aos seus ancestrais, por sua orientação e seus sacrifícios. Ele diria algo lindo, algo inspirador, algo que amplificaria aquela vozinha dentro de todos nós que diz que você pode e que te diz para continuar – e que te chamaria de volta ao que você deveria estar fazendo neste momento da história. Ele agradeceria ao Sr. George C. Wolfe, ao Sr. Denzel Washington, a muitas pessoas da Netflix. Ele agradeceria a Sra. Viola Davis. Não tenho as palavras dele, mas temos que aproveitar todos os momentos para celebrar aqueles que amamos, então obrigada HFPA, por esta oportunidade de fazer exatamente isso. E, querido? Continue mandando ver”. 

Confira o seu discurso:

Relembre o trailer:

Aproveite para assistir:



Dirigido por George C. Wolfe, ‘A Voz Suprema do Blues’ (Ma Rainey’s Black Bottom) é baseado na peça vencedora do Prêmio Pulitzer, escrita por August Wilson em 1982.

Chicago, 1927. Em uma sessão de gravação, surgem tensões entre Ma Rainey (Viola Davis), seu trompetista ambicioso (Chadwick Boseman) e os empresários brancos determinados a controlar a lendária Mãe do Blues. Baseado na peça do vencedor do prêmio Pulitzer August Wilson.

Glynn Turman, Taylour Paige, Dusan Brown, Colman Domingo Michael Potts também estrelam.



Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva