Entre as lista dos indicados ao prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira no Globo de Ouro 2021, encontra-se ‘A Maldição da Mulher que Chora‘, terror escrito e dirigido pelo guatemalteco Jayro Bustamante.

Na trama, acompanhamos a lenda de uma mulher que afogou seus filhos e cuja alma, arrependida e amaldiçoada, os procura chorando à noite.

O filme é estrelado por María Mercedes Coroy, intérprete de Alma, que vê seus filhos sendo afogados sem poder ajudar enquanto é ameaçada por militares se derramar uma gota de lágrima.



Anos após o massacre, Alma começa a trabalhar como empregada na mansão de um oficial aposentado, que conseguiu evitar a condenação por crimes contra a humanidade graças a supostos erros jurídicos no julgamento.

No entanto, mais do que uma simples trama de terror, o longa apresenta um obra histórica ao recontar um fato: o genocídio da população maia da Guatemala, uma das mais terríveis atrocidades registradas na América Latina.

Cena divulgada pela produtora La casa de Producción

Os crimes aconteceram entre 1981 e 1983, no período da guerra civil no país (entre 1960 a 1996), quando o governo militar iniciou uma campanha de extermínio de camponeses maias.

Isso porque a população foi acusada de colaborar com a milícia marxistas financiada pela União Soviética e por Cuba, o que causou o assassinato de milhares indígenas, adultos e crianças.

Aproveite para assistir:



Produzido em parceria entre a Guatemala e a França, o longa recria as atrocidades cometidas pelos militares contra a população indígena na década de 1980.

O crime em larga escala levou à polêmica prisão do ex-chefe de Estado Efraín Ríos Montt (1982-83), condenado em 2013, mas inocentado poucos dias depois.

Apesar de ter morrido cinco anos após a anulação da condenação, o episódio ainda permanece como uma mancha no país.



Para comemorar a indicação, o diretor foi ao Twitter expressar sua felicidade coma notícia, escrevendo:

“Sou muito grato ao Globo de Ouro pela indicação e por abraçar o nosso cinema e a história recente do nosso país, algo que merece chegar ao público internacional.”

Em 2015, Bustamante já havia sido agraciado no Festival de Cinema de Berlim, quando o filme ‘Ixcanul‘ recebeu o prêmio Alfred Bauer, que homenageia filmes que “abrem novas perspectivas na arte cinematográfica.”

Assim como seu mais recente título, ‘Ixcanul‘ também é estrelado por María Mercedes Coroy e gira em torno de outro tema delicado: o tráfico de crianças na Guatemala.

Portanto, Bustamante já chegou à indústria mostrando sua preocupação em valorizar a história de seu povo através das lentes de uma câmera.



Agora resta saber se ‘A Maldição da Mulher que Chora‘ vai levar o prêmio no dia 28 de fevereiro.

Além disso, será que o filme também poderá receber uma indicação ao Oscar? A resposta será revelada apenas em 15 de março, quando serão divulgados os indicados ao maior prêmio do cinema.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva