James Cameron defendeu o final de ‘Titanic‘ novamente, desta vez para o site The Daily Beast.

Durante uma entrevista com o portal, o cineasta comentou a polêmica cena em que Rose e Jack lutam para sobreviver no gélido mar, após o naufrágio do navio. Na fatídica ocasião, o personagem de Leonardo DiCaprio cede o espaço em uma porta de madeira para que Rose (Kate Winslet) possa se proteger da água e sobreviver ao terrível acidente.

Mesmo após a comprovação da equipe de cientistas do programa ‘Mythbusters’, da Discovery Channel, que constatou que havia espaço para os dois na porta, o diretor justificou o final por outra abordagem, considerando que as condições climáticas não facilitariam a alternativa sugerida por eles.

“Ok, então vamos analisar: Você é o Jack e está quase submerso em um mar gélido de temperatura abaixo de zero e seu cérebro está começando a atingir a hipotermia. Os ‘Mythbusters’ sugerem a você uma logística que implica em retirar ambos os coletes salva-vidas, mergulhar por debaixo da porta, anexa-los de alguma forma que eles não escapem, o que demorará entre cinco e 10 minutos. Quando você voltar, já estará praticamente morto. Isso não funcionaria de forma tão eficiente. A melhor escolha neste caso foi manter a parte superior do corpo para fora da água, na expectativa de ser encontrado rapidamente por um bote salva-vidas”.

Cameron ainda comentou sobre o programa ‘Mythbusters‘ de forma humorada:

“Eles são muito divertidos e eu adorei ter participado do episódio na época, mas eles passam dos limites”.

Assista ao vídeo em que os ‘Mythbusters‘ comprovam que Jack também cabia em cima da tábua que salvou Rose:

Aproveite para assistir:

 

 

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE