James Gunn, diretor da franquia ‘Guardiões da Galáxia‘, defendeu Chris Pratt nas redes sociais após vários pedidos para substituição do ator como Star-Lord. De acordo com o cineasta, não faz sentido escalar outro ator para viver o Senhor das Estrelas na franquia por conta de “crenças inventadas sobre ele”.

O cineasta respondeu a um usuário no Twitter que postou algo como:Marvel, me escuta. Apenas substitua ele”. Com Gunn indagando em seguida: “Por que? Por causa de suas crenças inventadas e totalmente falsas sobre ele? Por algo que outra pessoa disse sobre ele que não é verdade? Chris nunca seria substituído como Senhor das Estrelas, mas, se ele fosse, todos nós iríamos com ele”.

Gunn também falou sobre os comentários de que Pratt frequentava a igreja Hillsong, instituição contra grupos LGBTQ+: “Ele não é membro da Hillsong. Conheço a igreja que ele frequenta. Você conhece? (A resposta eu sei que é não, mas você ouviu de alguém que ouviu por outro alguém que a igreja ele frequenta era a Hillsong, então decidiu: ‘sim, beleza, vou acreditar nessa coisa terrível que ouvi sobre essa celebridade’)”.


Os ‘Guardiões da Galáxia‘ retornam no terceiro longa da franquia, previsto para estrear em 5 de maio de 2023. Liderados por Peter Quill (Chris Pratt), a equipe conta com Gamora (Zoe Saldana), Mantis (Pom Klementieff), Groot (Vin Diesel), Nebulosa (Karen Gillan), Rocket (Bradley Cooper) e Drax (Dave Bautista).

Aproveite para assistir:



Não deixe de assistir: