De acordo com o Deadline, Leonardo DiCaprio está em negociações finais para estrelar uma cinebiografia sobre Jim Jones, líder de um culto religioso que orquestrou um suicídio coletivo na comunidade de Jonestown, na década de 1970.

Além de estrelar, DiCaprio vai produzir através da sua empresa, a Appian Way, junto com Jennifer Davisson, representante da MGM.

O roteiro escrito por Scott Rosenberg (‘Venom’) vai acompanhar a fundação do Templo do Povo em Indianápolis, na década de 1955 até a o fatídico dia do suicídio, realizado em 18 de novembro de 1978.

Para quem não conhece a história, Jones organizou sua seita como uma congregação totalmente integrada ao Socialismo Cristão.



Já na década de 1970, ele rejeitou abertamente o Cristianismo tradicional e afirmou que era o próprio Deus, construindo Jonestown na Guiana em 1974.

No mesmo ano, ele convenceu seus seguidores a morar com ele enquanto anunciava um paraíso socialista livre da opressão do governo dos EUA.

Aproveite para assistir:

Em meio a rumores de abusos aos direitos humanos, o governo americano enviou uma guarnição liderada pelo representante dos Estados Unidos Leo Ryan em novembro de 1978.

Os moradores de Jonestown alegaram invasão de privacidade e protestaram com violência, ocasionando na morte de Ryan, junto com outros quatro agentes, assassinados a tiros.



Temendo represálias, Jones sugeriu aos seguidores que cometessem um suicídio coletivo, vitimando 918 membros da comuna, sendo 304 crianças, todos mortos envenenados por cianeto misturado com suco artificial.

Por enquanto, não há previsão de estreia, nem informações sobre possíveis diretores e outros membros do elenco.

Como o projeto está nos estágios iniciais, as atualizações devem ser divulgadas pelos próximos meses.

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: