A mais nova série do Marvel Studios chega ao Disney+ nesta quarta-feira (9) com a promessa de dar uma nova abordagem ao Deus da Trapaça, Loki. A trama se passa momentos depois do vilão conseguir escapar de Nova York com o Tesseract, conforme visto em Vingadores: Ultimato (2019). Porém, em sua fuga inesperada, ele acaba sendo interceptado pela TVA, uma organização responsável por manter as linhas do tempo funcionando perfeitamente. Preso pela organização, Loki precisará trabalhar para eles se quiser conseguir sua liberdade de volta. Para isso, ele vai viajar por diversas realidades diferentes corrigindo todas as falhas que estão acontecendo no momento escolhido. É a partir dessa premissa que a série vai se desenvolver ao longo de seis episódios. E como estamos muito ansiosos pela aventura solo do Deus da Trapaça, separamos o que queremos ver na nova produção do MCU. Confira!

 

Lokis



Nos quadrinhos, o Deus da Trapaça já apareceu em diversas versões, incluindo a Lady Loki e o Kid Loki. Como a premissa da série é ser uma grande viagem pelo Multiverso, seria um grande desperdício não colocar o Loki de frente a si mesmo, mas em versões alternativas. Não apenas isso, seria interessantíssimo ver essas diferentes facetas de um mesmo personagem tentando enganar sua contraparte de outra realidade. Além dessas versões do vilão, precisamos vê-lo “descer do salto” para agir como um agente, em vez do poço de arrogância que nos foi mostrado nos últimos anos.

 

Multiverso

Como alguns devem se lembrar, em 2019, o CEO do Marvel StudiosKevin Feige, disse à Bloomberg que a série do Loki influenciaria no filme Doutor Estranho: No Multiverso da Loucura, cuja estreia está prevista para março de 2022. Porém, como Sam Raimi assumiu o lugar de Scott Derrickson na direção e parte criativa, é bem provável que ele tenha reescrito muitas coisas, então pode ser que essa “influência” tenha diminuído ou aumentado. Fato é que o principal assunto da segunda aventura do Mago Supremo terá como pano de fundo o Multiverso, algo que será indubitavelmente explorado na série do Loki. Afinal, se o Multiverso está uma loucura, alguém deu o empurrão que deixou ele essa bagunça. Além disso, ter um personagem conhecido por sua lábia e mentiras viajando por diferentes parte do Multiverso abre margem para diversas oportunidades únicas a serem exploradas.



 

Novos personagens

Aproveite para assistir:



A princípio, o grande novo personagem trazido para a série é Mobius M. Mobius (Owen Wilson), um dos supervisores da TVA, que monitora e analisa as variações temporais da agência. Nos quadrinhos, ele ficou famoso por perseguir o Quarteto Fantástico inúmeras vezes, dadas as bagunças temporais causadas pelo grupo. Entretanto, na série, ele parece ser um pouco mais carismático que sua contraparte das HQs e deve criar um tipo de relacionamento interessante de ser visto com o Loki. Da mesma forma, temos uma personagem inédita, que foi criada exclusivamente para a série. É a Caçadora B-15 (Wunmi Mosaku), que é membro de um tipo de “tropa de elite” da TVA e deve seguir o Deus da Trapaça pelo Multiverso, como uma Companion de Doctor Who, mas com permissão de descer a porrada no protagonista caso ele extrapole o que é permitido.

 

Outras épocas

A imagem utilizada para anunciar a série trouxe Loki nos anos 1970.

No primeiro trailer da série, deu para ver que o Loki vai viajar para diversas épocas diferentes. Desde os anos 1970 até acontecimentos históricos antigos da Roma Antiga. Bem, ao menos é o que parece. Com essa possibilidade de ver qualquer época sendo representada nas telas, que a direção explore isso ao máximo. Além disso, essa característica de viajar a qualquer época abre as portas para a introdução de Kang, o Conquistador (Jonathan Majors), que já foi escalado para ser o vilão de Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania, programado para estrear em 2023. Sem contar que a raça de Kang está diretamente ligada à TVA.

 



Vingadores

Ok, talvez isso aqui não seja um desejo geral, mas seria realmente incrível se a série não resolvesse apenas ignorar os Vingadores da linha do tempo alternativa de 2012 de onde esse Loki fugiu. Quer dizer, o público sabe o que aconteceu com os Heróis Mais Poderosos da Terra na realidade em que o Loki foi preso e levado para Asgard. No entanto, como seria caso ele tivesse fugido? Os super-heróis perseguiriam ele por aí? A Shield concentraria esforços para encontrá-lo e acabaria chegando à TVA? Isso é uma oportunidade tão única de trabalhar bem o conceito de Multiverso que seria bem decepcionante caso não explorassem mais os efeitos dessa realidade. Fora isso, os Vingadores da realidade que conhecemos fizeram uma verdadeira bagunça nas linhas do tempo com seu “Assalto no Tempo”, de Ultimato. Eles foram abordados ou punidos pela agência? Se não, por que a TVA não foi atrás deles?

Ansiosos?

Loki estreia nesta quarta-feira (9), no Disney+, e terá um novo episódio lançado toda semana.

 


Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva