A trilogia de livros escrita por Jenny Han foi adaptada em forma de filmes na Netflix, e a terceira e última produção já foi lançada no catálogo.

Mas com o sucesso, nada impede a Netflix de desenvolver mais filmes.

Pensando nisso, o ator Noah Centineo revelou que adoraria voltar a viver Peter Kavinsky em um possível quarto filme.



“Se a autora Jenny Han escrever um quarto livro, podem contar comigo”, revelou à Variety.

Além disso, a autora Jenny Han revelou em entrevista ao Collider que existe espaço para continuar a história em um quarto livro desenvolver seus protagonistas:

“Sempre deixo minhas histórias abertas pois, para mim, os personagens seguem em frente. Sempre terá um ‘E se?’ e ‘O que vem depois?’. Nunca sabemos o que irá acontecer. Eu gosto de deixar a porta aberta.”, afirmou.

‘Para Todos os Garotos: Agora e Para Sempre’ conquistou 70% de aprovação da crítica especializada no Rotten Tomatoes, recebendo elogios pela dinâmica entre os protagonistas e pela doçura do seu roteiro.

Aproveite para assistir:



Além disso, o longa foi elogiado pela maturidade do enredo, embora tenha recebido algumas críticas por não conseguir capturar a mesma essência do original, lançado em 2018.

Confira as principais críticas disponíveis no momento:



“A energia afetuosa entre as estrelas Condor e Centineo mantém as faíscas voando”. -Monica Castillo, RogerEbert.com

“Após o amargo desvio de P.S. Ainda Amo Você, Agora e Para Sempre retorna ao brio do primeiro filme”. – Helen Shaw, New York Magazine/Vulture

“É um final adequado para a saga, não apenas como um capítulo final para a vida de seus protagonistas no colégio enquanto eles avançam para a faculdade, mas também como uma admissão de que a franquia ficou sem o que dizer”. – Karen Han, Slate

“O diretor Michael Fimognari e a roteirista Katie Lovejoy fizeram uma carta de amor para todos esses personagens – não apenas para Lara Jean e Peter – e o público achará difícil não se apaixonar também”. – Kimber Myers, Los Angeles Times

“Este filme é mais pesado que seus antecessores. Apaixonar-se é mais divertido de assistir do que tentar permanecer apaixonado, e crescer pode ser difícil”. – Nicole Clark, San Francisco Chronicle



“É uma pena, porém, que o que antes era um pouco de uma história de amor de menina sem muita sorte, toda representada em um azul sonhador e sentimentos calmos, tenha explodido em uma fantasia de devoção pegajosa”. – Mary Sollosi, Entertainment Weekly

 

 

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva