Prequel produzida pela Amazon Prime Vídeo irá abordar eventos anteriores à Guerra do Anel

A trilogia do O Senhor dos Anéis é uma das, senão a mais importante, das obras de fantasia da história. Escrita por J.R.R. Tolkien a jornada inicialmente da sociedade do anel, porém, eventualmente da dupla de hobbits Frodo e Sam, é uma épica história sobre amizade, heroísmo, compaixão e os perigos do poder. Com tamanha importância, não demorou até que a Terra Média ganhasse adaptações fora dos livros.

A mais conhecida, evidentemente, é a trilogia de filmes dirigidos por Peter Jackson no início dos anos 2000. O conjunto de produções se tornou inesquecível não só pela adoração popular, como também pelos avanços apresentados na área de efeitos especiais e pelo desempenho do terceiro capítulo (O Retorno do Rei) na cerimônia do Oscar de 2004 em que o filme levou 11 estatuetas para casa.

É inspirada por esse sucesso que a Amazon deu início à produção de uma série ambientada no universo de Tolkien, porém ela servirá como uma prequel para os eventos vistos na famosa trilogia. Isso porque toda a história envolvendo Frodo e a sociedade se passa ao final da chamada Terceira Era da Terra Média; já a futura produção vai ser ambientada na Segunda Era, ou seja, milhares de anos antes. Ainda assim, determinados personagens conhecidos devem dar as caras e outros são muito aguardados.



Confira:

5) Gil-Galad

Esse é um caso de personagem que mesmo não aparecendo fisicamente na trilogia do anel, teve muita importância sobre os eventos que levaram àquele cenário. Gil-Galad foi, na Segunda Era, um dos elfos mais sábios e adorados que existiram. Governou o reino élfico de Lindon, onde foi responsável pela instrução de um ainda jovem Elrond.

Aproveite para assistir:

Gil-Galad (sem elmo à direita) teve papel fundamental na primeira derrota de Sauron.

No entanto, sua maior importância entra em cena quando Sauron começa a maquinar o plano da forjadura dos anéis de poder, utilizando outro nome ele tenta enganar e corromper os elfos da região. Gil-Galad mesmo não sabendo que o visitante autointitulado Annatar era Sauron, não confiou no mesmo e mandou-o embora. Apesar de seus avisos, o Senhor do Escuro encontrou refúgio no reino élfico de Eregion (comandado por Galadriel e seu marido Celeborn) onde criou os anéis.

Quando Sauron iniciou sua escalada para tomar a Terra Média percebeu-se que suas forças eram vastas demais para serem enfrentadas sem uma união dos povos. Então, Gil-Galad e o Rei Elendil, de Gondor, formaram a assim chamada Última Aliança (uma coalizão dos exércitos dos homens e elfos) e marcharam até a Terra de Mordor; lá Sauron foi derrotado pelo filho de Elendil, Isildur, mas o Um Anel não foi destruído pelo mesmo, desencadeando os eventos que levaram até Frodo.



4) Isildur

O herdeiro do trono de Gondor foi mencionado anteriormente, mas mesmo assim seu peso para os acontecimentos da Terra Média são gigantes. Nascido já na parte final da Segunda Era ele é um personagem diretamente ligado à ilha de Númenor (um equivalente criado por Tolkien à lenda de Atlantis) que, antes de ser destruída pela fúria divina, era considerada o maior reino dos homens.

Mesmo tendo derrotado o Senhor do Escuro, a fraqueza de Isildur manteve o Um Anel vivo.

Ao longo da Trilogia do Anel a memória de Isildur é revivida com certa frequência, não só pela fraqueza demonstrada na hora de destruir Sauron para sempre como também com temor, por parte de Aragorn, sobre uma fraqueza natural presente em seu sangue que ele possa ter herdado de Isildur e como isso pode ser perigoso para os esforços de todos para derrotar o Senhor do Escuro. 

Apesar das chances do personagem aparecer no seriado serem pequenas, já que ele só entra em cena de fato no final da Segunda Era, ainda assim seria interessante ver mais de um personagem tão essencial para todos os acontecimentos que viriam a se desenrolar.

3) Alatar e Pallando

Aqui o terreno da especulação se aprofunda um pouco mais, indo quase às raias da teoria da conspiração. Em certos momentos durante a Sociedade do Anel tanto Saruman quanto Gandalf mencionam a existência de outros magos que são membros de sua ordem; um deles, Radagast, O Castanho, teve certa participação na trilogia do Hobbit. Entretanto, existem pelo menos outros dois membros dessa ordem que nunca deram as caras.

Muito pouco se sabe sobre os magos azuis da ordem de Gandalf e Radagast (na imagem).

Pouco se sabe sobre o paradeiro dos magos azuis Alatar e Pallando; dentre as informações apresentadas por Tolkien a dupla, assim como os outros magos (cuja origem é uma raça angelical chamada Ainur), foram enviados à Terra-Média para conter o avanço do mal e dessa maneira cada um seguiu um caminho no mundo utilizando uma forma e nome mortal.

A dupla de magos azuis, portanto, teria seguido tanto para leste quanto oeste e fundado suas respectivas religiões no período que sucedeu à queda final de Sauron. Apesar de não terem uma participação ativa, conhecida pelo menos, nos acontecimentos da Segunda Era, seria interessantes ver uma possível aparição especial de um deles em certo ponto.

2) Melkor

Ok, muito provavelmente o primeiro Senhor do Escuro no universo de Tolkien não vai aparecer de outra forma que não seja em flashback mas mesmo assim vale a teoria. Melkor foi o equivalente a Lúcifer, segundo a visão do autor, sendo a maior das criações de Eru Ilúvatar e eventualmente se voltando contra seu criador assumiu o nome de Morgoth. Ele também teve participação na criação da Terra-Média e aproveitou essa situação para também criar muitas das forças antagônicas do mundo, como uma forma de se sobrepor a seu pai.



Em seu tempo, Melkor foi uma ameaça ainda maior que Sauron.

Durante a Primeira Era ele iniciou uma campanha de tomada da Terra Média, capturando alguns elfos e, ao tortura-los, criou os primeiros orcs. Tamanho era seu poder que ele, sozinho, inicialmente conseguiu conter as tentativas dos Valar (as primeiras criaturas criadas por Ilúvatar) de derruba-lo. Seu exército eventualmente se constituiu de dragões (da mesma raça que Smaug visto no Hobbit) e os Balrogs (a gigantesca criatura que Gandalf enfrenta).

Após sua derrota, Melkor ainda tentou uma última artimanha e implorou pelo perdão. Os Valar, no entanto, não hesitaram em literalmente expulsa-lo do universo para todo o sempre. Isso acarretou não só o fim da Primeira Era, como também a ascensão de seu fiel tenente Sauron.

1) Sauron

O Senhor de Mordor e grande antagonista da Trilogia do Anel, Sauron tem uma história que vai muito além de sua participação como o grande olho flamejante de Mordor. Originalmente ele foi um Ainur (mesma espécie de Gandalf) que, corrompido pelas ofertas de poder apresentadas por Melkor, virou as costas para Ilúvatar e suas criações, tornando-se o braço direito do Senhor do Escuro.

Apesar de ter tido grande protagonismo na parte inicial da Terceira Era, com a mencionada Guerra envolvendo suas forças e a aliança entre homens e elfos, sua presença já era sentida no início da Segunda Era, logo após o banimento de seu mestre. É bem provável que ele possa fazer uma aparição em algum momento da série, principalmente se a forjadura dos anéis for retratada em algum momento.


 

Comentários

Não deixe de assistir: