[ANTES DE COMEÇAR A MATÉRIA, FIQUE CIENTE QUE ELA ESTÁ RECHEADA DE SPOILERS] 

Se você ainda não assistiu Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa e a série do Gavião Arqueiro, evite esta matéria, pois ela contém spoilers.

Série de maior sucesso da finada parceria entre Marvel e Netflix, Demolidor trouxe a vida de Matt Murdock (Charlie Cox) como advogado e vigilante mascarado para as telinhas rivalizando com o terrível Rei do Crime (Vincent D’Onofrio). A atuação de ambos foi elogiadíssima, marcando os atores como seus respectivos personagens no imaginário dos fãs. Então, quando foi divulgado que as séries da Netflix não faziam parte do MCU, houve diversas petições quase implorando para que Kevin Feige desse um jeito de salvar a dupla e trazê-la para o universo regular da Marvel. E agora, conforme visto nas produções mais recentes do estúdio, o herói cego e o chefão do crime organizado foram trazidos para o MCU praticamente no mesmo dia: quarta-feira, 15 de dezembro de 2021, quando estreou o episódio de Gavião Arqueiro com a presença do Rei do Crime, e nas sessões de pré-estreia de Sem Volta Para Casa, que conta com uma participação relâmpago de Matthew Murdock.



Com essa adição de peso ao MCU, ficam algumas dúvidas. A primeira, claro, é a mais básica: eles voltaram para os papéis, mas são os mesmos personagens da Netflix ou uma nova versão deles? A segunda, após conferir as produções, é: quais os planos da Marvel para a franquia Demolidor?

Bom, sobre a primeira, na última semana, em entrevista ao ComicBook, o ator Vincent D’Onofrio deu a entender que, sim, são os mesmos personagens. Ou ao menos foi assim que ele tratou na hora de voltar ao terno branco.

Aproveite para assistir:

“O processo [de composição do personagem] deveria ser tratado exatamente da mesma maneira [como foi na Netflix”, revelou o Wilson Fisk do MCU.

Em entrevista ao ScreenRant, ele também afirmou que as negociações com a Disney giraram em torno do personagem já construído na série anterior.



“Em ‘Gavião Arqueiro’, Fisk é obviamente mais forte e pode suportar mais impactos físicos, mas a chave para ele ser um personagem interessante, na minha opinião, sempre será essa vida emocional que o embasa, que faz tudo funcionar, no que me diz respeito”, disse.

Apesar dessa ser a visão do ator para compor seu personagem, pode ser que a equipe criativa e o Kevin Feige, discordem e explorem isso mais para frente.

E o que embasa essa possível diferença de versões dos personagens da Netflix para os do MCU é justamente o upgrade de poderes que eles receberam. Enquanto o Demolidor dos série era mais pé no chão, tendo sua habilidade especial funcionando basicamente como uma “visão auditiva”, o Matt Murdock dos cinemas traz praticamente seu próprio “Sentido Aranha” e reflexos sobre-humanos, como visto na cena do tijolo.

Da mesma forma, o Rei do Crime do MCU é nitidamente mais forte e bruto do que o da série da Netflix, visto ele sobreviver à flechada de Kate Bishop (Hailee Steinfeld) e arrebentar um carro com as próprias mãos. Mas se eles são ou não os mesmos personagens de antes, só poderemos confirmar quando o próprio Kevin Feige confirmar ou não.

Já os planos futuros para esses personagens já parecem mais fáceis de decifrar.

Apesar de ter frustrado muita gente, a cena final de Gavião Arqueiro, com a Eco (Alaqua Cox) atirando contra a cabeça do Rei do Crime em um beco foi tirada diretamente dos quadrinhos. Mais especificamente do segundo volume de Demolidor, edição número 15, na qual a jovem repete a mesma ação. No entanto, ele não morre. Na verdade, Wilson Fisk, tal qual seu rival, fica cego.

E como o retorno de Vincent D’Onofrio ao personagem era algo muito esperado pelos fãs, parece pouquíssimo provável que ele não retorne nessa condição. Até porque a Eco já está com uma série solo anunciada, então são enormes as chances de Fisk retornar como principal vilão desta produção, que pode até mesmo contar com a presença do próprio Demolidor.



Fora essa série, o figurino do vilão remete a O Espetacular Homem-Aranha: Negócios de Família, uma saga que não faz parte da continuidade do Cabeça de Teia, na qual ele se envolve em uma intriga internacional envolvendo o Rei do Crime e uma suposta irmã de Peter Parker.

Como o Peter (Tom Holland) dos cinemas está morando em Nova York, principal área de atuação do Rei do Crime, vilão com quem ele tem um histórico de confrontos nos quadrinhos, não seria surpresa se ele fosse confirmado como vilão de um dos filmes da nova trilogia do Cabeça de Teia.

Já o Demolidor deve se tornar um coadjuvante de luxo, participando talvez da própria série da Eco, fazendo uma ponta em algum filme do Homem-Aranha, mas, no momento, a principal aposta é de que ele voltará a aparecer na série da Mulher-Hulk.

Como a produção vai abordar bastante essa questão da advocacia em prol de super-humanos, é praticamente certa a presença de Matt Murdock. Inclusive, alguns veículos noticiam que ele não apenas aparecerá, mas também terá um caso amoroso com a protagonista.

Enquanto não há confirmações, porém, isso tudo não passa de especulação. Mas é bem provável que o caminho seguido seja esse mesmo.


E você? O que espera do Demolidor no MCU? Diga nos comentários!

 

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: