'Parecia o fim da minha carreira', revela James Gunn sobre demissão da Disney

'Parecia o fim da minha carreira', revela James Gunn sobre demissão da Disney



O ressurgimento de tweets antigos do cineasta James Gunn quase lhe custaram sua bem sucedida carreira, lhe rendendo uma dolorosa demissão por parte da Disney. Meses depois e com a situação fora dos holofotes da imprensa, a Casa do Mickey voltou atrás em sua decisão e trouxe o diretor de volta, para continuar seu trabalho em 'Guardiões da Galáxia Vol. 3'

E pela primeira vez o diretor decidiu falar sobre o assunto durante uma entrevista, compartilhando como se sentiu no instante que recebeu a terrível notícia. Em uma conversa com o Deadline, Gunn revelou que pensou que sua carreira estivesse acabada.

Disse:


Aproveite para assistir:


"Aquele primeiro dia...vou te dizer que foi o mais intenso de toda a minha vida. Eu já tive outros dias difíceis na vida, desde a vez em que fiquei sóbrio quando eu era mais jovem, até a morte de alguns amigos que cometeram suicídio. Mas esse foi incrivelmente intendo. Aconteceu e de repente parecia que tudo tinha ido embora. Eu apenas sabia, em um instante em que tudo aconteceu tão rapidamente. Eu havia sido demitido. Parecia que minha carreira havia acabado"

James Gunn também refletiu sobre o apoio coletivo que recebeu, tanto de colegas de trabalho e familiares, bem como do público geral, que se mobilizou de maneira veemente a seu favor, fazendo até mesmo petições para que ele fosse recontratado.

Comentou:

"E aí veio toda aquela descarga de amor verdadeiro. Desde a minha namorada Jen, meu produtor e meus agentes...Chris Pratt me ligando e enlouquecendo, Zoe Saldana e Karen Gillan, as duas me ligando em lágrimas... Sylvester Stallone conversando comigo pelo FaceTime. E sim, claro, Dave Bautista, que me defendeu com tanta força. Aquela quantidade de amor que senti dos meus amigos, família e das pessoas da comunidade foi tão extraordinário".

 

 

 


COMENTÁRIOS