sexta-feira, julho 12, 2024

Primeiras Impressões: Arremesso Final | Uma produção digna de Michael Jordan

A dupla Rodman e Jordan fez brilhar os olhos dos torcedores

Lançada internacionalmente no último dia 20, a série documental sobre o elenco lendário do Chicago Bulls dos anos 90, dando enfoque à história de vida e a polêmica entre Michael Jordan e a direção na temporada 98/99, a produção é uma parceria da Netflix com a ESPN. A Netflix adotou o formato de lançar dois novos episódios toda segunda-feira, fazendo com que a temporada acabe com 10 episódios no dia 18 de maio.Cada episódio ostenta uma estrutura parecida, mostrando a história de algum membro importante do elenco do Bulls, investigando um pouco do passado deles e como a relação de vida deles influenciou em certos momentos da equipe na fase vitoriosa. Então, a grande estrela da equipe, Michael Jordan, aparece como assunto, o que rende entrevistas, imagens de arquivo e um material fantástico para os fãs de basquete. É importante ressaltar que um dos pontos altos é contar com os comentários de Jordan sobre todas polêmicas mostradas na série. Quem acompanha o mundo do basquete sabe que o eterno #23 dos Bulls se afastou da mídia desde a aposentadoria.

Michael Jordan se consagrou como um dos maiores ídolos do esporte

Pelo que é mostrado nos primeiros episódios, a parceria com a ESPN foi algo importantíssimo para a execução da série. Isso porque a equipe da emissora, que é parceira antiga da NBA, tem um material em vídeo de jogos, entrevistas e principalmente de situações de bastidores, que agregam um valor histórico inestimável para a produção. É algo que se assimila ao trabalho competentíssimo do Amazon Prime Video na série All or Nothing: Seleção Brasileira, que acompanhou os comandados de Tite na última Copa América. Com uma pequena diferença que torna tudo muito mais interessante: eles abordam a trajetória do maior ícone do basquete de todos os tempos.

A era vitoriosa do Bulls foi resultado de uma equipe em sintonia nas quadras

Junto ao time, a série dá um panorama geral do contexto das épocas retratadas, principalmente os anos 1990. E como a narrativa não é linear, fazendo diversos flashbacks para contar as origens do elenco e relembrar outros times dos Bulls nos anos 70 e 80, por meio de fotos, entrevistas na época e a visão desses jogadores, dirigentes, repórteres e técnicos no presente. Esse panorama, junto a uma trilha sonora espetacular e imagens maravilhosas, ajuda a entender a importância do basquete na cultura black e na cultura americana em geral. Além de proporcionar uma visão esportiva do mundo do marketing e a relação com a NBA.

Jordan e Kobe fizeram a alegria de muita gente nos anos 1990 e 2000

Em 2020, os fãs de basquete vêm sendo muito maltratados. A começar pela morte inesperada de Kobe Bryant, que faleceu em janeiro em um acidente de helicóptero que chocou o mundo, e agora com a sensata interrupção das temporadas de basquete nacionais em todo o planeta por conta da pandemia do novo coronavírus. Com um ritmo incrível, que faz o público esperar ansiosamente pelo próximo episódio, Arremesso Final chega, nesses tempos de isolamento, não apenas para contar um dos capítulos mais legais do basquete americano, mas também para afagar o fã do esporte, que está sem acesso a uma de suas maiores paixões.

Arremesso Final está disponível na Netflix com 2 novos episódios a cada segunda-feira.

Mais notícias...

Pedro Sobreirohttp://cinepop.com.br/
Jornalista apaixonado por entretenimento, com passagens por sites, revistas e emissoras como repórter, crítico e produtor.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS