Série assistida durante o Festival de Toronto 2021

Inesperada e inadvertidamente, Profecia do Inferno inaugura sua narrativa sob um nível de tensão soberba e ousada. Seus primeiros minutos, repletos por uma torturante e abafada angústia, são o prelúdio para uma insana narrativa, que não perde tempo em nos conquistar. E tal como muitos doramas têm feito de forma brilhante, a nova série de Yeon Sang-ho e Choi Gyu-seok nos captura de forma precoce, mantendo sua essência ainda sob uma nuvem de mistérios. E atraindo nosso entusiasmo com uma explosiva abertura, ela logo nos lembra que da fonte de Round 6, há sempre um novo e intrigante conto a ser explorado pela audiência.

E são seria de se espantar. Das mesmas mãos que desenvolveram a popular franquia de Invasão Zumbi, Sang-ho não retorna por menos e chega com uma trama que nos enche de perguntas iniciais, mas supre boa parte delas com uma sucessão de acontecimentos emblemáticos que nos seguram a cada novo episódio. E claro, com apenas três capítulos assistidos, é difícil dizer onde a trama vai nos levar, mas aqui criaturas sobrenaturais mandam indivíduos para o inferno em condenações sangrentas, dando origem a um grupo religioso baseado no conceito de justiça divina. Sua abordagem mira no fanatismo/extremismo religioso, extraindo fragmentos aleatórios do Evangelho de forma desconexa, apenas para fundamentar parte da sua narrativa.



E ainda que muitos possam torcer o nariz sob o receio de que a série seja uma espécie de crítica cheia de devaneios sobre o Cristianismo, há de se discordar por razões óbvias. Fazendo uma mistura de sincretismo religioso com filetes ligados à religião cristã, a produção (pelo menos por hora) transforma um dos maiores medos da humanidade em uma experiência aterrorizante, construindo o seu terror a partir de uma combinação entre a ficção científica e a religiosidade tóxica – que se distancia do Evangelho verdadeiro.

Aproveite para assistir:

Com efeitos visuais surpreendentes que superam muitas das produções hollywoodianas feitas para a TV, Profecia do Inferno não nos deixa descansar e eleva os seus temores e tensões sempre de forma escalonada. Com atuações excelentes de um elenco que foge bastante do que temos no ocidente, a série original da Netflix reforça o valor da cinematografia coreana, regada por uma criatividade inigualável e muita ousadia narrativa. Trazendo uma perspectiva distópica e pós-apocalíptica sobre a vida contemporânea, a série ainda aborda questões éticas e morais, provendo reflexões sobre o caráter humano, em meio ao medo da morte.

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: