A adaptação do aclamado musical ‘Querido Evan Hansen‘ teve sua estreia no Festival de Toronto 2021 – e as primeiras avaliações já estão entre nós.

E abrindo com 56% de aprovação no Rotten Tomatoes, a produção dividiu a imprensa estrangeira e recebeu diversas críticas por apresentar problemas na execução de seu roteiro e na direção.

Para alguns críticos, o longa possui distrações gigantescas, que revelam uma artificialidade em todo o desenrolar narrativo. Já outros profissionais fizeram pequenos elogios às boas intenções do filme, que visa tratar sobre temas delicados como depressão, suicídio, trauma e luto.

Confira avaliações:



“Querido Evan Hansen poderia ter sido divertido, mas existem muitos problemas evidentes que não podem ser ignorados por uma questão de entretenimento”. – Valerie Complex, Deadline Hollywood Daily

“As más escolhas de direção de Chbosky anulam o sucesso empolgante que Querido Evan Hansen teve no palco, com uma cascata de distrações gritantes que continuamente apontam a artificialidade do gênero”. – Tina Hassannia, indieWire

Aproveite para assistir:

“Querido Evan Hansen me incomodou na Broadway, e não me cai bem agora, apesar de algumas melhorias inteligentes no material”. – Peter Debruge, Variety

“Mesmo se você entrar com reservas, mesmo se você não sucumbir aos seus momentos mais extravagantes, o filme se aproxima furtivamente de você. Vá em frente, sorria, deixe doer ou derrame uma lágrima – você não está sozinho”. – Steve Pond, TheWrap



“Apesar das distrações incômodas, Platt e companhia ainda conseguem entregar a mensagem certa na hora certa”. – Michael Rechtshaffen, Hollywood Reporter

“Querido Evan Hansen, obviamente, tem seu coração no lugar certo. Apesar das nobres intenções, no entanto, este é um filme que está quase em guerra consigo mesmo”. – Joey Magidson, Awards Radar

“Querido Evan Hansen dá uma voz agradável e melodiosa para importantes preocupações dos dias modernos, mas não tem os recursos dramáticos e cinematográficos para realmente decolar”. – Ian Freer, Empire Magazine

A Universal Pictures lançará o longa nos cinemas nacionais no dia 18 de novembro.

Ben Platt, intérprete de Evan Hansen na peça original, reprisa o personagem na versão cinematográfica. Vale lembrar que o astro foi premiado com o Tony Award por sua performance no musical.

Nik Dodani será Jared, amigo da família de artistas de Evan, enquanto Amandla Stenberg erá Alana, colega de classe de Evan que esconde uma profunda solidão. Stenberg também irá performar uma música original do longa. Julianne Moore interpretará a mãe do protagonista titular.



Kaitlyn Dever dará vida a Zoe, o interesse amoroso do desajeitado protagonista homônimo. Colton Ryan será Connor, um dos catalisadores principais da narrativa. Amy Adams será a mãe de Connor, enquanto Danny Pino será seu marido.

A trama acompanha um jovem estudante do Ensino Médio que sofre de ansiedade social e se vê preso em sua própria mentira, quando decidi fingir ter tido um relacionamento próximo com um colega de sala que cometera suicídio.

A peça conquistou seis Tony Awards em 2017, incluindo o de Melhor Musical.

Stephen Chbosky (‘As Vantagens de Ser Invisível‘) assina a direção do projeto. Benj PasekJustin Paul ficam a encargo da trilha sonora.

Steve Levenson, que escreveu o livro do musical, fica responsável pelo roteiro. Marc Platt (‘La La Land: Cantando Estações‘) e Adam Siegel entram como produtores do filme.


Comentários

Não deixe de assistir: