Em seu perfil do Twitter a AMC Theatres publicou um anúncio detalhando medidas de segurança para impedir a propagação do Coronavírus em suas salas de cinema, que serão reabertas a partir de 15 de julho.

Confira:

“É com satisfação que anunciamos que o retorno de nossas atividades em todos os cinemas da rede AMC a partir de 15 de julho, lançando antecipadamente ‘Mulane ‘Tenet‘. A AMC implementará um programa abrangente de saúde e saneamento: a AMC Safe & Clean.

Mas, apesar da rede afirmar que haverá procedimentos de limpeza, estações de higienização, verificação de temperatura e venda de ingressos sem uso de dinheiro físico, o público está criticando a ausência de um alerta sobre o uso de máscaras.

Aproveite para assistir:

Durante uma entrevista para a Variety, Adam Aron, CEO da AMC, foi questionado sobre a decisão de não obrigar o público a usar máscaras, ao que ele respondeu:

“Não queríamos nos envolver em uma controvérsia política, porque achamos que não seria prudente forçar as pessoas a usarem máscaras se elas acham que não é necessário. Acreditamos que a grande maioria dos consumidores estará usando máscaras. Quando eu for para uma sessão de cinema, certamente estarei usando máscara para dar o exemplo.”

Aron não foi muito convincente em sua reposta, mas está confiante de que a empresa irá lidar com a pandemia da melhor forma possível para evitar novos casos de infecções.

“No meu coração, acho que podemos gerenciar a AMC durante essa crise. Não há garantias e ninguém sabe como será o Coronavírus no inverno ou quanto tempo levará para a criação da vacina, mas posso lhe dizer que temos uma equipe muito eficiente por aqui. Faremos todos os esforços para garantir que a AMC continue bem posicionada como líder da indústria de cinema e vamos lidar com isso da melhor forma para evitar a propagação do COVID-19.”

Na semana passada, o Comic Book divulgou que Mark Zoradi, o presidente da Cinemark, também anunciou que a rede de cinemas não vai exigir que o público use máscaras após a reabertura das salas ao redor do mundo.

O empresário deixou claro que os funcionários da rede serão obrigados a usar o acessório de segurança, mas os clientes terão a escolha de usar ou não.

Zoradi divulgou a notícia durante uma teleconferência trismestral para investidores da empresa, que aconteceu na última quarta-feira, 27 de maio.

“Estamos nos concentrando ativamente na criação de protocolos de saúde e segurança que vão passar confiança e paz de espírito para os nossos funcionários e para o público após a reabertura das nossas salas de cinema ao redor do mundo. Todos os funcionários vão usar máscaras, e vamos incentivas os visitantes a fazer o mesmo, mas não vamos obrigá-los.”, disse ele.

Além disso, Zoradi disse que está confiante sobre a reabertura dos cinemas a partir de julho, mas reconhece que 2020 não será um ano lucrativo para a indústria cinematográfica.

“Entramos em contato com a Warner Bros. e eles continuam otimistas e positivos, assim como Christopher Nolan, sobre a estreia de ‘Tenet’ em 17 de julho. É claro que isso depende do movimento positivo devido ao declínio do COVID-19 e à redução das restrições do governo.”

Ele continuou:

“Mesmo assim, sabemos que não vamos conseguir entrar em um ritmo positivo como estávamos planejando antes da pandemia. Tínhamos uma meta para cumprir até 2022, e ela não será alcançada por conta de atrasos e adiamentos, mas 2021 pode ser um ano mais acolhedor se seguirmos todas as recomendações das agências sanitárias.”

Ao final, Zoradi garantiu que os funcionários ficarão responsáveis por limitar o espaço entre o público, desinfetar poltronas entre cada sessão, fornecer álcool em gel para as mãos e diminuir o horário de exibição dos títulos disponíveis.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE