Antes de dirigir o indicado ao Oscar Logan e estar responsável pelo aguardado quinto filme da franquia Indiana Jones, o cineasta James Mangold estava atado para desenvolver uma adaptação da aclamada saga de quadrinhos Sandman para a HBO. Entretanto, o projeto nunca foi para frente.

Em entrevista ao Discussing Film, Mangold falou um pouco sobre o motivo da série nunca ter visto a luz do dia.

“Eu apresentei um projeto para a HBO anos atrás e eles compraram a ideia em forma de série, e então ela nunca foi feita por uma guerra política na Warner Bros.. De qualquer forma, agora está acontecendo e estou muito feliz [pelo criador] Neil [Gaiman], que eu considero uma pessoa incrível e um artista brilhante. Sua visão única viaja entre o psicológico, o psicodélico, o romântico, o sexual e o fantástico de uma forma que é tanto pessoal quanto épico”.

Sandman, agora, ganhará uma versão na Netflix e, em seu blog no Tumblr, Gaiman ofereceu algumas atualizações sobre a adaptação – incluindo o fato de que os episódios estavam prontos para serem rodados (até a pandemia do novo coronavírus atacar).



“[A série] vai muito bem, tirando o fato de que estamos em hibernação agora até as pessoas voltarem a fazer TV de novo. Os roteiros para a primeira temporada estão prontos, o processo de elencamento começou, os diretores foram contratados, os cenários estavam sendo construídos. Tudo estava pronto para começar, e então demos uma pausa. Assim que o mundo estiver pronto de novo, Sandman vai se transformar em algo pronto. Enquanto isso, estamos conversando sobre a oportunidade de lapidar os roteiros”.

Aproveite para assistir:



As gravações da série deveriam começar em julho de 2019, mas foram suspensas por tempo indeterminado.

Há alguns meses, Gaiman revelou aos fãs o que eles devem esperar para o primeiro ciclo da produção:

“A primeira temporada terá 11 episódios. Esse é o começo de tudo. Prelúdios e Noturnos e um pouco mais”, revelou o escritor.



Por anos, ‘Sandman’ ficou no limite de processos criativos para o lançamento de adaptação cinematográfica para o material de origem, mas devido à complexidade da temática, o projeto nunca saiu do papel.

“A parceria com a brilhante equipe formada por Neil Gaiman, David S. Goyer e Allan Heinberg nos empolgou demais e finalmente iremos trazer a icônica HQ de para as telas. De personagens carismáticos e histórias ricas, até esse universo construído de forma épica, estamos animados em criar essa série original de algo adorado pelos fãs”, afirmou Channing Dungey, Chefe de programação oficial da Netflix.

O projeto é descrito como a série de TV mais cara que a DC já fez.

O roteirista da ‘Mulher Maravilha’, Allan Heinberg atuará como escritor, produtor e showrunner para a série, com Neil Gaiman e David Goyer atuando como produtores executivos.



O selo de histórias em quadrinhos Vertigo da DC publicou originalmente a série entre 1989 e 1996, com várias séries adicionais chegando em 2009 e entre 2013 e 2015.

Sandman‘ é a criação mais popular de Neil Gaiman, e é centrada no ser mítico Sonho, parte de um grupo conhecido como Os Perpétuos ou Os Sem Fim. Como seu nome indica, o protagonista dos quadrinhos reina sobre o mundo dos sonhos. A trama tem início quando ele escapa de seu cativeiro, que durou 70 anos, e encontra seu reino dilapidado nos dias atuais.

Por enquanto, ainda não há previsão de lançamento.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE