Durante uma aparição espetacular no DC FanDome, o lendário romancista e artista Neil Gaiman revelou alguns detalhes sobre a vindoura adaptação de Sandman para a Netflix – dizendo que a pandemia do COVID-19 ajudou a equipe a aperfeiçoar os roteiros.

“Devido à COVID-19, assim como toda outra peça de televisão que estava sendo feita, parece que alguém pressionou um botão de pausa gigantesco. E aproveitamos esse momento para polir os roteiros para o mais próximo da perfeição que conseguimos. Agora, conforma esse botão de pausa universal começa a ser despressionado, voltamos para o elenco”.

Toby Haynes (Black Mirror) será um dos diretores da produção. Detalhes sobre quantos capítulos ele irá comandar não foram revelados.

Durante o painel da plataforma de streaming na Comic-Con 2020, que ocorreu virtualmente, o produtor David S. Goyer comentou um pouco sobre a série e revelou que, caso tudo ocorra como o planejado, a produção deve iniciar em outubro deste ano.



“As duas coisas que estavam ocupando a maior parte do meu tempo antes da quarentena foram as adaptações gigantescas de Sandman‘Foundation’“, ele disse. ‘Foundation’ demoraria um pouco mais. Rodamos cerca de 40% da primeira temporada quando fomos forçados a parar, e Sandman deveria ter começado em maio. Acredito que estávamos no começo dos roteiros. Allan Heinberg é o showrunner enquanto eu cuido de ‘Foundation’. Então, ironicamente, ambos os projetos devem começar de novo em outubro”.

Aproveite para assistir:



Em entrevista ao Radio Times, o lendário romancista e roteirista Neil Gaiman falou um pouco sobre os desafios de trazer o audacioso projeto à vida através dos anos – e que nada dos quadrinhos originais será deixado de fora.

“O lado bom de fazer [a adaptação] como uma série da Netflix é que não estamos num lugar onde vamos jogar coisas fora. Na verdade, é o contrário. Às vezes isso significa que teremos mais coisas, porque temos espaço para isso. Mas nunca vamos descartar as coisas, e não vamos abandonar nada. E isso, em si, é incrível”.

Em outra entrevista, dessa vez ao Digital Spy, Gaiman, que entra como produtor executivo e co-roteirista ao lado de Heinberg e Goyer, comentou que a adaptação será ambientada em 2021.

“A versão da Netflix começará em 2021, então Morpheus terá sido mantido como prisioneiro por 105 anos em vez de setenta… Vamos nessa linha, ver o que acontece. Já está em nos roteiros, e fica interessante, porque se estamos criando este personagem agora, de qual gênero ele será? Se estamos criando o personagem agora, quem ele seria? O que ele estaria fazendo? E vamos seguir em frente a partir daí”.



Em outra entrevista, Gaiman também comentou que os episódios estavam prontos para serem rodados até que a pandemia do novo Coronavírus atrasou a produção.

“[A série] vai muito bem, tirando o fato de que estamos em hibernação agora até as pessoas voltarem a fazer TV de novo. Os roteiros para a primeira temporada estão prontos, o processo de elencamento começou, os diretores foram contratados, os cenários estavam sendo construídos. Tudo estava pronto para começar, e então demos uma pausa. Assim que o mundo estiver pronto de novo, Sandman vai se transformar em algo pronto. Enquanto isso, estamos conversando sobre a oportunidade de lapidar os roteiros”.

Há alguns meses, Gaiman revelou aos fãs o que eles devem esperar para o primeiro ciclo da produção:



“A primeira temporada terá 11 episódios. Esse é o começo de tudo. Prelúdios e Noturnos e um pouco mais”, revelou o escritor.

Por anos, ‘Sandman’ ficou no limite de processos criativos para o lançamento de adaptação cinematográfica para o material de origem, mas devido à complexidade da temática, o projeto nunca saiu do papel.

“A parceria com a brilhante equipe formada por Neil Gaiman, David S. Goyer e Allan Heinberg nos empolgou demais e finalmente iremos trazer a icônica HQ de para as telas. De personagens carismáticos e histórias ricas, até esse universo construído de forma épica, estamos animados em criar essa série original de algo adorado pelos fãs”, afirmou Channing Dungey, Chefe de programação oficial da Netflix.

O projeto é descrito como a série de TV mais cara que a DC já fez.



O roteirista da ‘Mulher Maravilha’, Allan Heinberg atuará como escritor, produtor e showrunner para a série, com Neil Gaiman e David Goyer atuando como produtores executivos.

O selo de histórias em quadrinhos Vertigo da DC publicou originalmente a série entre 1989 e 1996, com várias séries adicionais chegando em 2009 e entre 2013 e 2015.

Sandman‘ é a criação mais popular de Gaiman e é centrada no ser mítico Sonho, parte de um grupo conhecido como Os Perpétuos ou Os Sem Fim. Como seu nome indica, o protagonista dos quadrinhos reina sobre o mundo dos sonhos. A trama tem início quando ele escapa de seu cativeiro, que durou 70 anos, e encontra seu reino dilapidado nos dias atuais.



Por enquanto, ainda não há previsão de lançamento.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE