A controversa batalha judicial entre a atriz Scarlett Johansson e a Disney Company foi finalmente encerrada e tudo indica que o acordo legal formalizado foi genuinamente positivo para ambas as partes.

Representantes da atriz e do estúdio anunciaram a solução do entrave na última quinta-feira (30), salientando a satisfação de terem chegado em um comum acordo. Por meio do comunicado oficial, a atriz ainda revelou se voltará a trabalhar com a empresa, com a qual possuía uma ótima relação profissional até o início do processo.

“Estou feliz por ter resolvido nossas diferenças com a Disney. Estou incrivelmente orgulhosa do trabalho que fizemos juntos ao longo dos anos e aprecio muito meu relacionamento criativo com a equipe. Estou ansiosa para continuar nossa colaboração nos próximos anos”.

O presidente da Disney Studios, Alan Bergman, também refletiu sobre o fim do processo, revelando que Johansson já possui um novo projeto em desenvolvimento com a empresa:



“Estou muito satisfeito por termos chegado a um acordo mútuo com Scarlett Johansson em relação à Viúva Negra. Agradecemos suas contribuições para o Universo Cinematográfico da Marvel e esperamos trabalhar juntos em uma série de projetos futuros, incluindo a Torre do Terror (Tower of Terror), da Disney“.

Sobre o processo

Johansson processou a Disney alegando que a empresa violou o contrato, ao oferecer o filme simultaneamente no streaming e nos cinemas.

Aproveite para assistir:

A Disney atacou a decisão da atriz de levar o caso à justiça:

“Não há mérito algum neste processo. Esse processo é uma decisão triste e angustiante por seu desrespeito implacável pelos horríveis e prolongados efeitos globais causados pela pandemia do Coronavírus. A Disney cumpriu totalmente com o contrato da Sra. Johansson e, além disso, o lançamento de ‘Viúva Negra na Disney+ com o Premier Access rendeu a ela uma compensação adicional significativa além dos US$ 20 milhões que ela recebeu até agora.” 



A equipe jurídica de Scarlett Johansson respondeu à declaração da Disney sobre seu processo e acusou o estúdio de misoginia e insinuou que a corporação tem algo a esconder.

Em resposta à tentativa da Disney de tentar correr o processo em sigilo, a equipe de Johansson divulgou um comunicado sugerindo que a empresa controladora da Marvel Studios está tentando encobrir seu mau comportamento ao lidar com a situação.

“Depois de inicialmente responder a este litígio com um ataque misógino contra Scarlett Johansson, a Disney está agora, previsivelmente, tentando esconder sua má conduta em uma arbitragem confidencial. Por que a Disney tem tanto medo de litigar este caso em público? Porque sabe que as promessas da Marvel de dar à Viúva Negra um típico lançamento nos cinemas ‘como seus outros filmes’ tinham tudo a ver com garantir que a Disney não canibalizaria as receitas de bilheteria para aumentar as assinaturas Disney +. No entanto, foi exatamente isso o que aconteceu – e estamos ansiosos para apresentar a evidência esmagadora que prova isso.”, disse John Berlinski, advogado de Johansson. 

Segundo o ScreenRant, a atriz perdeu em torno de US$ 30 milhões com a decisão do estúdio de lançar o filme também no streaming.

O site afirma que a Disney é “notoriamente difícil de lidar” e que Scarlett Johansson tem muito apoio de outros atores e pessoas do ramo, pois seus colegas criativos estão esperando que alguém se pronuncie sobre o assunto, que é não se espera que se acalme tão cedo.

Crítica | Viúva Negra é um eletrizante espetáculo de cenas de ação, com direito a assuntos bem complexos



Comentários

Não deixe de assistir: