5Temática volta a ganhar força com estreia de minissérie

Lançado exclusivamente para o HBO Max, Scenes from a Marriage apresenta ao público um casal que atravessa uma grave crise no relacionamento. Interpretados por Jessica Chastain e Oscar Isaac, os cônjuges possuem visões de mundo opostos umas das outro, elemento que será o catalisador inicial das discussões.

Ainda assim, problemas nas relações conjugais não são assuntos estranhos ao cinema, servindo muitas vezes de ferramentas poderosas para formar um senso de identificação com o público. Tendo isso em mente, seguem cinco filmes que abordam de um jeito ou de outro a complicada relação conjugal.

5) Deus da Carnificina 



Um elemento recorrente na filmografia de Roman Polanski é a análise da relação homem e mulher nas mais diversas situações. Da expectativa de um jovem casal visto em O Bebê de Rosemary até o erotismo como força motora da relação como conferido em Lua de Fel, o cineasta polonês tende a expor que qualquer conceito pode agir de maneira implacável em uma relação.

Polanski trabalha a gradual degradação de uma conversa inicialmente civilizada

Com Deus da Carnificina são apresentados dois casais que, durante toda a duração, permanecem no apartamento de um deles para discutir sobre uma briga ocorrida na escola envolvendo os filhos dos quatro. O que começa como um encontro civilizado acaba escalonando para discussões e reavaliações de escolhas de vida dos envolvidos, escancarando o quão frágeis são as relações.

Aproveite para assistir:

4) De Olhos bem Fechados

O último filme de Stanley Kubrick também foi sua análise definitiva sobre o matrimônio e como ele pode ser abalado por sentimentos suprimidos pelos envolvidos. Interpretados por Nicole Kidman e Tom Cruise, os personagens principais vivem um casamento estável, com o marido sendo um proeminente membro da sociedade de Nova York.



A fachada do casamento perfeito pode esconder segredos profundos

Conforme o personagem de Tom Cruise adentra círculos mais secretos da cidade, entendendo que existe mais sob a superfície daquela sociedade do que é sugerido a princípio, seu casamento também expõe gradativamente os sentimentos enterrados pelos dois.

3) Foi Apenas um Sonho

Ambientado nos anos 50, a trama tem principalmente na dicotomia de objetivos diários entre o marido, interpretado por Leonardo DiCaprio, e a esposa, interpretada por Kate Winslet, seu estopim. Respeitando os esteriótipos sociais do período, o marido sai diariamente para o trabalho enquanto que a esposa permanece como dona de casa.

As convenções de uma época se tornam mordaças no relacionamento em “Foi Apenas um Sonho

Inevitavelmente o sentimento a imperar na película é o de frustração compartilhado por ambos, no qual o casal sente o desejo por muito mais porém não sabem como alcançar esse algo a mais.

2) História de um Casamento

Um dos postulantes ao melhor filme da mais recente edição do Oscar, Histórias de um Casamento trouxe um embate sentimental entre os personagens de Adam Driver e Scarlett Johanson que estão em vias de um processo de divóricio.   

O complicado divórcio em “Histórias de um Casamento” foi um dos fenômenos de 2019

O término do casamento se torna o início de um tentativa de reconstrução da dupla, uma vez que eles não só tinham essa união como um filho nascido dela também. É uma visão realista, absolutamente ciente de que quando um relacionamento encontra seu fim, por mais complicado que seja, inevitavelmente os envolvidos acabam seguindo em frente de um jeito ou de outro.



1) Kramer vs Kramer

Clássico nas filmografias de Dustin Hoffman e Meryl Streep, este é mais um exemplo que disseca muito mais o término de um casamento do que toda sua duração. A trama segue um casal que, após a sacramentação do divórcio, precisa decidir como será feita a partilha da guarda do filho. 

É notável que o filme presta um tempo considerável no desenvolvimento do filho do casal; não só expondo como a separação o atinge mas também na tentativa de conserto do relacionamento dele com o pai.  

Comentários

Não deixe de assistir: