Depois de muita espera, entramos na semana de estreia de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa, um dos filmes mais aguardados dos últimos anos por conta de uma expectativa sobrenatural dos fãs e simpatizantes do herói com a volta de vilões clássicos de franquias antigas e até mesmo de uma possível participação de outras versões do Cabeça de Teia.

E como o personagem tem um histórico de muitas aparições no cinemas, o CinePOP decidiu escolher cinco produções para você ficar minimamente por dentro das questões que serão abordadas na terceira aventura solo do Homem-Aranha do Tom Holland. Confira!

 



Doutor Estranho (2016)

Aproveite para assistir:

A primeira menção ao Multiverso do Universo Cinematográfico Marvel foi lá em 2016, quando a Anciã (Tilda Swinton) explica mais sobre a magia para o Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch). E como o próprio Mago Supremo é um dos personagens centrais de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa, vale a pena relembrar a história dele para entender melhor suas ações e poderes, além de seu código de conduta.

 



Homem-Aranha: Longe de Casa (2019)

Como os filmes do Homem-Aranha do Jon Watts dividem bastante a opinião dos fãs, pode ser que você não queira rever os dois. Nesse caso, é importante ver pelo menos o Longe de Casa, que começa a abordar a possibilidade de um Multiverso e introduz o fio condutor da trama de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa. Nesse filme, Peter (Tom Holland) está de férias na Europa, quando uma ameaça de outra realidade começa a atacar o continente. Com a ajuda do supostamente viajante interdimensional Mysterio (Jake Gyllenhaal), ele vai precisar deter esses vilões, mas logo entrará em uma trama na qual não poderá confiar em ninguém.

Caso você tenha bastante tempo disponível, o CinePOP separou também uma lista de onde estão disponíveis os filmes das franquias do Homem-Aranha que devem influenciar na trama. Você pode conferi-la aqui.

 

WandaVision (2021)



A primeira série original da Marvel no Disney+ mostra Wanda (Elizabeth Olsen) e Visão (Paul Bettany) vivendo como uma família na pacata Westview, em Nova Jersey. Porém, algo estranho ronda sua nova vida perfeita, já que toda semana eles parecem viver uma década diferente da TV americana. Em meio a toda essa confusão, o relacionamento de Wanda e Visão vai crescendo, com a chega de filhos e novos amigos. Como a série é relativamente grande, a questão do Multiverso começa a ser trabalhada lá pelos últimos dois episódios da série.

 

Loki (2021)

Talvez a série mais importante para o futuro do MCU, Loki traz o Deus da Trapaça (Tom Hiddleston) – foragido desde Vingadores: Ultimato (2019) – para uma dimensão entre as dimensões, onde ele conhece a TVA, uma agência que corrige falhas no Multiverso, eliminando linhas do tempo alternativas. Loki é forçado a trabalhar para eles, enquanto tenta encontrar uma forma de escapar e controlar as diversas realidades existentes. Como a série é toda ambientada no Multiverso, mexendo com esses conceitos em todos os episódios, seria interessante ver os seis capítulos, mas, caso não dê tempo, o episódio final já diz bastante sobre como vão funcionar essas diversas realidades no MCU.


 

Homem-Aranha no Aranhaverso (2019)

Por fim, apesar de não estar ligado ao MCU, Homem-Aranha no Aranhaverso é o melhor uso do conceito de Multiverso Marvel feito até hoje nos cinemas, e também inclui o núcleo do Homem-Aranha. Na trama, após o Rei do Crime criar uma falha no Multiverso com uma máquina para recuperar sua família, Homens-Aranha de diversas realidades começam a surgir em uma Nova York que acabou de perder seu Peter Parker. Nesse contexto, o jovem e inseguro Miles Morales surge para ser o novo Homem-Aranha, caso ele consiga controlar seus poderes, é claro. O jeito como eles usam vários Homens-Aranha em cena ao mesmo tempo é fantástico e faz o público sonhar com uma adaptação de algo parecido com isso em Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa.

Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa estreia em 16 de dezembro de 2021.

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: