Venom e os Vilões e Anti-heróis da carreira de Tom Hardy

Venom e os Vilões e Anti-heróis da carreira de Tom Hardy


Venom, superprodução da Sony baseada nos quadrinhos Marvel, estreou nos cinemas brasileiros neste fim de semana. Dividindo opiniões, o filme é o primeiro de tal universo focado em um vilão. O arqui-inimigo do Homem-Aranha ganhou uma produção própria nas formas do ator britânico Tom Hardy. Mas Venom e seu alter ego Eddie Brock não são os primeiros papeis questionáveis do ator – que aliás, construiu uma carreira baseada neste tipo de personagem, o sujeito durão e suas variações de vilania e anti-heroísmo. Pensando nisso, e aproveitando o gancho do lançamento de Venom resolvemos recapitular os principais personagens do ator que se encaixam em tal parâmetro.

Como sempre, não deixe de comentar quais seus preferidos, se são fãs do ator e sua opinião sobre o mais recente trabalho de Tom Hardy. Vamos lá.

Charles Bronson / Michael Peterson

Recentemente, comentamos sobre Bronson (2008) em nosso especial sobre os filmes de prisão – que você pode conferir no link abaixo. Antes da fama, Tom Hardy já demonstrava sua abrangência performática na pele do conturbado sujeito, criminoso aprisionado, que inicia uma rebelião na cadeia. No processo de loucura do protagonista ele assume a persona Charles Bronson. Este é o grande tour de force da carreira do ator e sem dúvida o mais insano. A direção é de Nicolas Winding-Refn.



'Papillon' e outros 21 Grandes Filmes de Prisão

Bane

Seria muito difícil para qualquer ator continuar o que foiconstruído por Heath Leadger e seu Coringa em O Cavaleiro das Trevas (2008). Assim, recuperados o diretor Christopher Nolan e a equipe, recaiu sobre Tom Hardy o papel do grande vilão da sequência: Bane. O sujeito, que é equiparável em força e inteligência ao herói Batman, ganhou novas nuances sutis nas formas do ator e podemos dizer inclusive se tratar não de um vilão, mas de um anti-herói, cujas ações são, ao menos em seus ideais deturpados, justificáveis. No fim até sentimos pena e conseguimos ver beleza em sua história, mesmo ele tendo quebrado o Morcego. O único problema de seu personagem em O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012) é a dicção quase incompreensível.

Forrest Bondurant

Os Infratores (2012) foi lançado no mesmo ano do encerramento da trilogia do Cavaleiro das Trevas. Este, no entanto, é um filme mais sério e adulto, que narra uma história real sobre três irmãos contrabandistas de bebida alcoólica na época da Lei Seca, no interior da Virginia. Não por menos, o irmão mais velho, vivido por Hardy, é o mais linha dura, sujeito direto e de poucas palavras, cuja lenda local dizia ser incapaz de ser morto. O ponto fraco do sujeito? A garçonete Maggie, vivida por Jessica Chastain.

Bob Saginowski

Baseado no conto do grande romancista Dennis Lehane, o ator vive Bob em A Entrega (2014), funcionário do bar de seu primo Marv (papel do saudoso James Gandolfini) numa área barra pesada de Nova York. Quando o bar é assaltado na noite de entrega de uma duvidosa quantia, a dupla se vê na mira da polícia e de criminosos acobertados pelo local. Para complicar a situação do sujeito, ele desenvolve um relacionamento com uma mulher problemática, vivida por Noomi Rapace, quando adota um filhote de pitbull.

Leo Demidov

Segundo trabalho consecutivo ao lado da atriz sueca Noomi Rapace, dessa vez a dupla sai da Nova York atual para a Rússia da era Stalinista Soviética em Crimes Ocultos (2015). Baseado no livro de Tom Rob Smith, o filme do diretor Daniel Espinosa traz Hardy na pele de um oficial de alta patente da polícia Militar que cai em desgraça ao não cumprir ordens superiores, com a intenção de acobertar e salvar uma mulher por quem desenvolve laços – sim, vivida por Rapace. Ao mesmo tempo em que precisa investigar uma série de assassinatos infantis dentro de tal regime. Gary Oldman, vencedor do último Oscar, duela com o ator num embate de interpretações.

Max Rockatansky

Sim, estamos falando de Mad Max. Depois de três filmes protagonizados por Mel Gibson, em 1979, 1981 e 1985, chegou a vez de Tom Hardy assumir as vestimentas detonadas do anti-herói no futuro apocalíptico de uma terra devastada. Mad Max: Estrada da Fúria (2015), no entanto, tem a musa Charlize Theron como ponto alto, na pele de Furiosa. Um espetáculo operístico alucinado e extravagante, que nasceu e se tornou cult por excelência. Dificilmente ganhamos um blockbuster com tamanha qualidade autoral e coragem. É obra-prima que fala? E o melhor, Hardy se sai bem no papel título.

Reggie Kray / Ron Kray

A carreira de Tom Hardy não é estranha a papeis de criminosos. Mas desta vez, o ator foi além e interpretou não um, mas dois personagens de forma simultânea. Tratam-se dos mafiosos reais, Reggie e Ron Kray, que reinaram em Londres na década de 1960, retratados aqui em Lendas do Crime (2015). Se é abrangência performática que vocês desejam, procurem este filme, que infelizmente foi lançado direto em vídeo no Brasil. A capacidade de diferenciar os irmãos através de sua atuação impressiona.

John Fitzgerald

Em sua carreira, Hardy já interpretou todo tipo de canalha, criminoso, anarquista, sobrevivente, aspirante a ditador e outras coisas mais. Porém, nenhum de seus personagens baixos foi tão desprezível quanto este de O Regresso (2015), do mestre Alejandro Inarritu. Não por menos, foi o papel que rendeu para Hardy sua primeira e única (até o momento) indicação ao Oscar. Aqui, o ator vive John Fitzgerald, ganancioso, egoísta e vil caçador parte de um grupo que, após atacado por nativos enquanto caçavam búfalos, deixa companheiros para morrer pensando unicamente em seu lucro financeiro. A vingança nunca foi tão doce, e DiCaprio não só deu troco no vilão, como levou finalmente o Oscar para casa.

James Keziah Delaney

Pulando das telonas para a telinha na série Taboo, a versatilidade de Tom Hardy não encontra barreiras e é humilde. Assim o ator, aproveitando o filão do momento, não hesita em assumir o papel protagonista em um seriado. Tudo bem que a produção é mais cinematográfica do que muitas que temos lançadas nos cinemas. Criado pelo próprio ator e seu pai, Chips Hardy, a série tem uma temporada de 8 episódios e a segunda sai esse ano. Na trama, ele vive James K. Delaney, um aventureiro retornando para casa na Londres de 1812, a fim de reconstruir o império de seu pai. No entanto, será alvo dos concorrentes, que querem vê-lo morto.

Eddie Brock / Venom

Saído das páginas das HQs do Homem-Aranha, Venom ganhou tanta popularidade que se tornou um dos personagens preferidos de muitos fãs. O vilão é na realidade a junção de dois seres. O primeiro é uma criatura alienígena na forma de uma gosma que se uniu ao herói Homem-Aranha criando o uniforme negro. No cinema, o ser veio do espaço. O segundo é Eddie Brock, sua contraparte humana, um repórter fracassado e meio canalha, que no novo filme tem a personalidade mais amenizada. Quando os dois se unem se transformam na criatura conhecida como Venom, que tem como hobby arrancar cabeças a dentadas.

Bônus:

Al Capone

Tom Hardy já havia vivido figuras mafiosas reais em sua carreira anteriormente, como nos citados Os Infratores (2012) e Lendas do Crime (2015). Mas não é todo dia que se recebe a oportunidade de interpretar um dos maiores criminosos que o mundo já viu. Al Capone comandou Chicago na década de 1930 e foi tema de diversas produções cinematográficas e televisivas. No vindouro Fonzo, Hardy vive Capone já em seus 47 anos de idade, após ter passado 10 anos encarcerado, lidando com a demência e os fantasmas do passado.





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c