James Corden é um dos apresentadores mais carismáticos e populares dos EUA, e até já atuou em alguns musicais, como ‘Cinderela’ e ‘Cats’.

No entanto, parece que os fãs não gostaram muito de suas participações nesses filmes.

E, desde que a adaptação de Wicked‘ foi anunciada pela Universal Pictures, os fãs estão receosos que Corden seja escalado para o elenco.

Pensando nisso, foi criado até um abaixo-assinado no Change.org pedindo que o apresentador não seja convidado para o longa.



Como justificativa, o criador do pedido diz apenas que “James Corden de forma alguma deveria estar dentro ou perto da produção do filme ‘Wicked‘. É basicamente isso“.

Até o momento, o documento já conta com mais de 61.000 assinaturas.

Aproveite para assistir:

Confira:



 

Vale lembrar que Wicked já encontrou suas personagens principais e parece que vai ganhar sinal verde oficial em breve.

A indicada ao Oscar Cynthia Erivo e a popstar vencedora do Grammy Ariana Grande serão as estrelas da adaptação do aclamado musical da Broadway. Erivo será Elphaba, a futura Bruxa Má do Oeste, enquanto Grande dará vida a Glinda, a futura Bruxa Boa do Sul.

Nas redes sociais, as atrizes se reuniram para comemorar as boas novas.

Confira:



Anteriormente programadas para começar em março de 2022, em Atlanta, as gravações agora irão ocorrer a partir de junho de 2022, no Reino Unido.

Jon M. Chu, conhecido por seu trabalho em ‘Em um Bairro de Nova York’‘Podres de Ricos’, fica a encargo da direção. Marc PlattDavid Stone são os produtores.

Baseado no romance homônimo de Gregory Maguire, a narrativa recria o fantástico mundo de Oz e conta a improvável amizade de Elphaba, uma bruxa de pele esverdeada que ficaria conhecida como a Bruxa Má do Oeste, e de Glinda (anteriormente chamada de Galinda), a futura Bruxa Boa do Sul (no romance original).

Em 2003, o livro foi adaptado para os palcos. O musical foi recebido com extremo aclame da crítica e do público, além de ter trazido Idina MenzelKristin Chenoweth nos papéis principais e garantido a Menzel o Tony Award de Melhor Atriz. Em 2016, a peça chegou no Brasil e conquistou o coração do público.

Winnie Holzman, autor da releitura teatral, ainda permanece atado ao projeto.


COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: