Crítica | Labirinto de Mentiras

Crítica | Labirinto de Mentiras

COMPARTILHE!

Provável indicado ao Oscar de Melhor filme Estrangeiro na próxima grande festa do cinema, o longa-metragem alemão O Labirinto de Mentiras (livremente baseado em fatos reais) possui um grande recheio de qualidades que vai do seu roteiro muito bem produzido até as grandes atuações que vemos em cada segundo desta bela fita européia. Retratando a busca por justiça para histórias sem punição, envoltos em um passado aterrorizante durante a grande guerra, o diretor italiano Giulio Ricciarelli (em seu primeiro longa-metragem da carreira) encontra uma fórmula cinematográfica muito eficiente em mostrar ao público cada detalhe desta intrigante e comovente história.

Na trama, ambientada no final da década de 50, conhecemos o determinado advogado Johann Radmann (Alexander Fehling, em uma excelente atuação) um jovem procurador que fica responsável em investigar crimes terríveis cometidos por nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Conforme vai encaixando as peças nesse aterrorizante quebra-cabeça, Radmann vai encontrando dificuldades para concluir seu trabalho, muito pela pressão incansável que sofre de parte do alto escalão alemão.

Qualquer filme que fale sobre os horrores das guerras mundiais já gera certa expectativa. Apesar de muitos longas-metragens não adicionarem muito no que já vimos em outras películas. Um dos pontos mais positivos desta bela produção, exibida no último Festival de Toronto, é exatamente essa de mostrar novas facetas intrigantes, no caso, focado em uma busca implacável aos nazistas que fizeram crueldades em Auschwitz. Além disso, mostra com eficácia a pressão que o procurador responsável pela investigação sofreu do alto escalão alemão ao longo de todo o processo.




Um fato a se destacar dentro das características do personagem principal é a determinação de suas convicções e quando essas entram em cheque quando ele descobre que conhecidos também eram ligados ao nazismo. Tentando entender todos os argumentos que escuta, o próprio personagem passa por um conflito interno tendo apenas como porto seguro o amor que brota por uma jovem costureira. O público embarca na empatia do personagem a todo momento.

Com estreia marcada para o dia 17 de dezembro, O Labirinto de Mentiras é um grande filme com grandes atuações. Você não pode perder!

Curta nossa ENTREVISTA com a Nina Dobrev:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «