Crítica | O Culto de Chucky - Sangue, violência e humor negro

Crítica | O Culto de Chucky - Sangue, violência e humor negro

Nota:

🍿 URGENTE! Inscreva-se no nosso canal do YouTube para receber vídeos EXCLUSIVOS e PROMOÇÕES! 🍿



O editor-chefe Renato Marafon traz a crítica em vídeo de 'O Culto de Chucky', sétimo filme do Brinquedo Assassino que deve dividir a opinião dos fãs. É ame ou odeie.

Assista:

Leia nossa crítica EM TEXTO:




Crítica | O Culto de Chucky – Extremamente sangrento e divertido 

No Brasil, o filme foi lançado em DVD pela Universal Pictures no dia 25 de Outubro.

Vale lembrar que o próximo 'Brinquedo Assassino' pode levar Chucky para o espaço - saiba mais!

Presa há quatro anos em um asilo para criminosos insanos, Nica Pierce (Fiona Dourif) está erroneamente convencida de que ela, e não Chucky, assassinou toda a sua família. Mas quando seu psiquiatra introduz uma nova "ferramenta" terapêutica para facilitar as sessões em grupo de seus pacientes - um boneco muito familiar com um rosto sorridente inocente - uma série de mortes horríveis começa a atormentar o asilo, e Nica começa a se perguntar se talvez ela não é louca.

Andy Barclay (Alex Vincent), o inimigo agora crescido de Chucky do filme original, parte para ajudar Nica. Mas para salvá-la, ele terá que superar Tiffany (a indicada ao Oscar Jennifer Tilly), a noiva de Chucky - que fará qualquer coisa, não importa quão mortal ou depravada, para ajudar seu amado boneco demoníaco.

‘Chucky vs Annabelle’ a caminho?

O primeiro 'Brinquedo Assassino' estreou em 1988 e foi um sucesso na época. Sem demora, duas sequências chegaram aos cinemas em 1990 e 1991, mas 'A Noiva de Chucky' só foi realizado em 1998. Após um hiato de 6 anos, 'O Filho de Chucky' parecia ter enterrado a franquia, mas, quase 10 anos mais tarde, 'A Maldição de Chucky' foi lançado em vídeo e teve uma recepção entusiasmada.





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c