A mais nova edição da revista American Cinematographer traz um artigo interessante que revela detalhes da produção e da narrativa de 007 – Sem Tempo para Morrer’, 25ª aventura do espião James Bond nas telonas.

Um desses detalhes fala sobre o fato do panteão detetivesco de Bond sendo expandido ainda mais para os cinemas, além de deixar claro quais foram as influências do diretor Cary Fukunaga para o longa-metragem – incluindo respaldos artísticos em 007 contra Spectre’ (lançado em 2016).

Segundo a matéria, “os realizadores certamente queriam enfatizar o contraste entre o calor da Jamaica e da Itália com o frio, a sensação quase monocromática da Noruega e de seus interiores institucionais, como a câmara na qual o chefe da SPECTRE, Ernt Stavro Blofeld (Christoph Waltz), conversou com Bond”.

Originalmente previsto para chegar aos cinemas em 09 de abril, a nova aventura do espião agora tem estreia confirmada para 12 de novembro nas salas britânicas e em 25 de novembro no restante do mundo.



O filme terá 163 minutos (2 horas e 43 minutos), fazendo desta a iteração mais longa de toda a franquia.

Aproveite para assistir:



O segundo lugar fica com 007 contra Spectre’, que tem 160 minutos (2 horas e 40 minutos).

Na trama, o agente secreto britânico está desfrutando de uma vida tranquila na Jamaica, depois de ter deixado o serviço ativo. No entanto, sua paz está com os dias contados, já que uma nova missão lhe é dada.



Dirigido por Cary Joji Fukunaga (Beasts of No Nation e True Detective), ‘007 – Sem Tempo Para Morrer‘ traz também o retorno de Ralph Fiennes, Naomie Harris, Rory Kinnear, Léa Seydoux, Ben Whishaw e Jeffrey Wright ao elenco e ainda apresenta Ana de Armas, Dali Benssalah, David Dencik, Lashana Lynch, Billy Magnussen e Rami Malek.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE