domingo, maio 26, 2024

10 curiosidades de ‘Batman Vs. Superman’, o filme mais polêmico do DCEU

Ame ou odeie, é inegável que Batman Vs. Superman: A Origem da Justiça (2016) é o filme mais debatido da história dos longas estrelados por super-heróis. Dirigido por Zack Snyder, o longa tinha a expectativa de ser o primeiro da história do Universo Estendido DC a passar da marca de 1 bilhão de dólares, mas não conseguiu. Isso causou um choque na hierarquia de comando da DC, que resolveu mudar os rumos desse universo “com o carro andando”.

Agora, sete anos depois, ainda existe debate sobre os impactos desse filme no futuro da DC, que verá o ‘DCEU’ chegar ao fim nos próximos dias, com a estreia de Aquaman 2: O Reino Perdido. Enquanto o longa não estreia, o CinePOP separou 10 curiosidades sobre o embate polêmico. Confira!

Projeto antigo

Apesar de só ter visto a luz do dia em 2016, o projeto da Warner de um Batman Vs. Superman vinha desde 2001. Ele foi apresentado ao estúdio e seria escrito por Akiva Goldsman. Na sua história, o Batman de George Clooney teria sua esposa assassinada pelo Coringa e enlouqueceria numa trama de vingança para matá-lo. Diante desta situação, o Superman (John Travolta) entraria em seu caminho para detê-lo, ocasionando o maior embate do mundo. A ideia acabou sendo engavetada, mas o roteirista convenceu o diretor Francis Lawrence a inserir um easter egg do filme em Eu Sou a Lenda (2007).

Impressionou

Assim que terminaram as filmagens, o diretor Zack Snyder enviou um corte não finalizado do filme para que os investidores da Warner pudessem assistir. As primeiras impressões dos executivos foram extremamente positivas e há relatos de que houve longas salvas de palmas em diversos momentos da exibição. Eles gostaram tanto do que viram que começaram a negociar imediatamente uma extensão de contrato com Ben Affleck para que ele tivesse ao menos uma trilogia como Batman.

Odiado

Por conta dos fracassos de Ben Affleck nos filmes de super-heróis, os executivos da Warner estavam cientes de que poderia haver uma chuva de críticas quando fizessem o anúncio oficial. Por isso, eles recomendaram ao ator que ficasse distante da internet por alguns dias para evitar qualquer tipo de possível dano psicológico. Affleck não levou muito a sério o conselho e decidiu entrar na web para ver. Segundo o ator, os primeiros comentários que viu foram todos criticando a escalação, então decidiu se afastar da internet. Outra curiosidade é que o anúncio de que Ben Affleck seria o próximo Batman foi feito no mesmo dia que a Comic Con Experience foi confirmada no Brasil.

Brutal

Não deixe de assistir:

Mas não existe ódio de fã que se compare ao sentimento negativo que o próprio Ben Affleck teve durante as preparações para viver o Bruce Wayne mais parrudo da história dos cinemas. Segundo o ator, ele começou a fazer a dieta rigorosa e a malhar intensamente duas horas por dia, desde o anúncio oficial de sua escalação, para ganhar 20kg de puro músculo e reduzir sua gordura corporal para apenas 8%. Só que a rotina era tão forte que ele simplesmente odiou cada segundo gasto na academia.

Marvel Vs DC

A rivalidade entre Marvel e DC é muito antiga, mas rendeu uma situação curiosa. Quando anunciado, Capitão América 3 tinha o título de Capitão América: Sociedade da Serpente. Porém, segundo os Irmãos Russo, diretores do longa, o anúncio de BVS fez com que a Marvel topasse adaptar o megaevento dos quadrinhos, Guerra Civil, no longa do Capitão. Ou seja, foi a rivalidade entre as duas que permitiu que os maiores símbolos das duas editoras estivessem representados nos cinemas do mundo em 2016. No final, falando apenas em bilheteria, a aventura da Marvel saiu vitoriosa, já que conseguiu bater a marca do bilhão e ainda apresentou o Pantera Negra (Chadwick Boseman) e o Homem-Aranha (Tom Holland), que renderam duas franquias multibilionárias.

Maior e brilhante

Uma das maiores críticas de O Homem de Aço (2013) era sobre o traje do Superman, que era muito fosco e sem vida. Para a sequência, Zack Snyder pediu uma roupa com cores mais vivas, dando foco principalmente ao amarelo atrás do ‘S’, que passou a ser dourado e brilhante. Isso deu um contraste entre as cores do Super-Homem com o preto e cinza do traje do Homem-Morcego. Além disso, Henry Cavill teve que intensificar ainda mais sua rotina de treinamento para ficar muito mais forte do que no filme solo. Como a maior inspiração para o longa foi a história O Cavaleiro das Trevas, de Frank Miller, o referencial visual foram os desenhos exagerados do quadrinista, que trazia dois brutamontes sob os trajes dos heróis.

Disfarçado

Os fãs queriam Bryan Cranston para o papel de Lex Luthor. Já o time de casting queria Tom Hanks, após se impressionarem com suas atuações em A Viagem (2012). Porém, no fim, o papel foi dado a Jesse Eisenberg, que havia feito teste para um personagem completamente oposto ao Lex, mas que o ator jamais ousou revelar. Na época, surgiu um boato de que esse Lex seria o filho do Lex Luthor careca que todos conhecem, mas nunca desenvolveram isso. E ele ainda terminou o filme raspando a cabeça, o que enterrou de vez esse rumor de ‘Lex Jr’.

Criticada

Outra escalação extremamente polêmica para a época foi Gal Gadot intepretar a Mulher-Maravilha. As críticas iniciais à atriz israelense foram acerca de seu físico, que era muito magrinho para a personagem. Depois, as críticas passaram a ser completamente sexistas, com jornalistas chegando a questionar como ela faria para conseguir os seios fartos da personagem dos quadrinhos. Esse momento rendeu uma resposta histórica da atriz, que relembrou que as amazonas da mitologia grega removiam um seio para facilitar no combate, então as pessoas não deveriam cobrar fidelidade extrema. Já Deborah Snyder, produtora do filme, disse ter chorado a primeira vez que viu Gal entrar no set trajada como a Mulher-Maravilha.

Bonecão

Para as cenas do General Zod, o filme não contou com o retorno do ator Michael Shannon. Suas cenas são reaproveitadas de O Homem de Aço (ou cenas descartadas do corte final) e seu corpo, que foi usado como base para criar o vilão Apocalipse, era um bonecão de borracha criado com base no corpo do ator.

Velho conhecido

Um dos personagens favoritos dos fãs do Superman está em BVS, mas só na versão estendida do diretor, o ‘Snydercut‘. É o fotógrafo Jimmy Olsen, que aqui é interpretado por Michael Cassidy. Porém, se ele é um jovem divertido e sonhador nos quadrinhos, sua versão cinematográfica foi retratada como um jornalista que trabalhava secretamente como informante da CIA, que acaba sendo assassinado nos primeiros minutos do filme, momentos antes do Superman aparecer para salvar Lois Lane (Amy Adams).

Batman Vs. Superman: A Origem da Justiça está disponível no HBO Max.

Mais notícias...

Pedro Sobreirohttp://cinepop.com.br/
Jornalista apaixonado por entretenimento, com passagens por sites, revistas e emissoras como repórter, crítico e produtor.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS